Amargosa: Ex-prefeita acusa Prefeitura de retirar máquinas de obra para uso em área privada

Karina usa o Facebook para fazer denúncia. Fotomontagem BMF

O embate político entre o grupo de oposição e o do atual gestor de Amargosa, Júlio Pinheiro (PT), parece que ainda não chegou ao fim. Nas redes sociais, as ações do governo municipal são debatidas entre seguidores do petista e oposicionistas. Afastada dos holofotes políticos desde quando desistiu de disputar à reeleição em 2016, a ex-prefeita Karina Silva (PSB) resolveu entrar em cena e usou a rede social para soltar o verbo contra a administração pública local. Karina usou sua página pessoal no Facebook para tecer críticas a gestão de Júlio, contestando o uso de máquinas públicas que, segundo a ex-gestora, seriam pertencentes a uma empresa contratada para executar uma obra de pavimentação asfáltica na Avenida Josué Sampaio Melo e estariam a serviço de um empresário para pavimentação da calçada de uma área comercial privada.

Leia abaixo o questionamento da ex-prefeita

”Pra começar as máquinas estavam no local para fazer um serviço de pavimentação asfáltica na Av. Josué Sampaio Melo, serviço este público. Logo em atenção a população, somente após o término da obra para a qual a empresa foi contratada a mesma poderia executar o serviço para um particular. O empresário ao parar o serviço público se aproveitou de toda a conveniência de estarem às máquinas na cidade. Será portanto, menor o seu custo e maior a agilidade do seu serviço. Aguardar a finalização da obra pública seria então, questão de respeito ao povo amargosense. A população deve cobrar do prefeito! A ele incumbiria intervir nessa situação. Enquanto as máquinas estavam operando em área privada o povo aguardava a execução da obra pública e sofria com os inconvenientes da interdição daquela área, já que o governo do Estado proporcionou a implementação da obra, deveria o prefeito operar com agilidade. É, portanto, dele que deveriam ser buscadas as informações e cobradas às devidas explicações. Cabe ao prefeito, ao menos em tese, assegurar a supremacia do interesse público, é a ele que incumbe o dever de cobrar da empresa prestadora as respostas é ele que deveria militar pelo povo. Fica o questionamento – diante desse absurdo o que ocasionou a omissão do prefeito?”, publicou Karina, que já teria usado a mesma página em dezembro de 2018 para alfinetar o prefeito sobre atraso no pagamento do 13º salário. A publicação relacionada ao uso das máquinas e a obra de asfaltamento gerou divergência entre os internautas. Desiste do último pleito municipal, Karina Silva apoiou a candidatura de Rosalvinho Sales do PV, este derrotado nas urnas por Júlio.  (Blog Marcos Frahm)


Comentários

Os comentários estão fechados.