Imagem/CBF

A Seleção Brasileira Feminina bateu na trave na disputa de mais um título. Desta vez, as brasileiras ficaram com o vice-campeonato do Torneio Internacional Feminino neste domingo (10), na China. Na final, o Brasil empatou sem gols com as chinesas, no tempo regulamentar. Nos pênaltis, as donas da casa tiveram melhor aproveitamento, venceram por 4 a 2 e sagraram-se campeãs. Andressinha e Tamires desperdiçaram as cobranças e a China converteu as quatro que cobrou. (BNews)


Imagem Ilustrativa/Google Imagens

O Exame Nacional do Ensino Médio terminou ontem (10). Ao todo, estiveram presentes nesse segundo dia de aplicação, 3,7 milhões, do total de 5,1 milhões de candidatos inscritos. Aqueles que faltaram ao exame correspondem a 27,19% do total. Os números foram divulgados pelo Ministério da Educação (MEC) e pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep).

“Tivemos a menor abstenção de todos os tempos, tanto no primeiro dia, quanto hoje”, afirmou o ministro da Educação, Abraham Weintraub. A porcentagem de abstenção no segundo dia superou a menor taxa até então, que era a de 2015, quando 27,33% dos candidatos inscritos não compareceram ao exame.


Imagem Ilustrativa/Alexandre Vidal-CR Flamengo

O Bahia não conseguiu voltar a vencer no Brasileirão. Na noite deste domingo (10), o tricolor até saiu na frente do placar, mas levou a virada do Flamengo e foi derrotado pelo placar de 3×1. Os gols do jogo foram marcados por Gabigol, Bruno Henrique e Reinier. Willian Arão, contra, marcou para o Esquadrão de Aço. Com o placar, o Bahia segue na 9ª colocação com 43 pontos. O tricolor volta a campo no próximo domingo (17), às 16h, contra o Palmeiras, na Fonte Nova.

FICHA TÉCNICA
Flamengo 3 x 1 Bahia
Campeonato Brasileiro – 32ª rodada

Local: Maracanã, no Rio de Janeiro
Data: 10/11/2019 (domingo)
Horário: 18h
Árbitro: Caio Max Augusto Vieira (RN)
Auxiliares: Fabiano da Silva Ramires (ES) e Jean Marcio dos Santos (RN)
VAR: Emerson de Almeida Ferreira (MG), com auxílio de Marco Aurelio Augusto Fazekas Ferreira (MG) e Flávio Gomes Barroca (RN)

Cartões amarelos: Piris da Motta e Bruno Henrique (Flamengo)

Gols: Reinier, Bruno Henrique e Gabigol (Flamengo) / Willian Arão (contra) (Bahia)

Flamengo: Diego Alves, Rodinei, Rodrigo Caio, Pablo Marí e Filipe Luís; Willian Arão, Gerson (Piris da Motta), Everton Ribeiro e Vitinho (Reinier); Bruno Henrique e Gabigol. Técnico: João de Deus.

Bahia: Douglas; Nino Paraíba, Lucas Fonseca, Juninho e Moisés; Gregore, Flávio e João Pedro (Guerra); Artur, Élber (Rogério) e Gilberto (Arthur Caíke). Técnico: Roger Machado. (Voz da Bahia)


Imagem Ilustrativa/Google Imagens

Uma adolescente morreu por afogamento na tarde deste domingo(10), por volta de 15h, no Rio Jiquiriçá, na região do Canal Torto, localidade rural que fica entre a rua Honório Ribeiro Costa, e a região do Pé de Serra, em Mutuípe. Segundo informações, a vítima foi identificada por Thaina dos Santos Bispo, 16 anos, testemunhas dizem que ela mergulhou e não conseguiu retornar a superfície, após ser resgatada por populares, desacordada Thaina foi socorrida para o Hospital Clélia Chaves Rebouças, mas não foi possível reanimá-la. O corpo será encaminhado ao Departamento de Polícia Técnica de Santo Antônio de Jesus. Fonte: Mídia Bahia.


Reprodução G1

Um tremor de terra sacudiu a região do Vale do Jiquiriçá, na madrugada de sábado (9), o fenômeno foi atestado por diversas pessoas, principalmente por ser dia de feira, o que faz com que as pessoas acordem mais cedo. O abalo foi registrado as 4h31min, e teve magnitude de 3,5 graus, em seguida houve mais dois tremores com intensidades menores. Após diversos episódios sem registros por sismógrafos, devido o epicentro ocorrer muito distante de aparelhos, os mais recentes foram identificados, e mostram um aumento na intensidade, em 27 de outubro de 2018, o laboratório da USP – Universidade de São Paulo, identificou tremor de magnitude 3,2 graus, na escala Richter, o mais recente na madrugada de sábado, foi identificado por 27 estações de monitoramento, a mais distante a 1345.1 KM, em Araguaiana, MT, e a mais próxima em Camacã.

Leituras:
# REDE ESTAÇÃO DISTÂNCIA (KM) CANAL
1 ON CMC01 251.39 HHE
2 NB NBAN 522.05 HHE
3 BL SJMB 643.01 HHE
4 GT BDFB 948.48 BH2
5 ON GUA01 386.93 HHT
6 BR SDBA 579.50 HHT
7 ON ABR01 547.28 HHT
8 BR MC01 614.28 HHT
9 BL BSFB 648.31 HHT
10 OS JQT1 686.08 EHR
11 ON RIB01 692.98 HHT
12 BL DIAM 721.07 HHT
13 NB NBPA 853.26 HHT
14 NB NBPV 873.05 HHT
15 IU RCBR 896.63 BHT
16 NB ACJC 926.30 HHT
17 BL PMNB 947.06 HHT
18 BR SMTB 987.57 HHT
19 OS SFA1 1021.0 EHT
20 BL BSCB 1031.4 HHT
21 ON DUB01 1035.8 HHT
22 BR IPMB 1068.3 HHT
23 OS PAL2 1096.5 HHT
24 OS ITU3 1142.2 HHT
25 BR ROSB 1228.5 HHT
26 BR SNDB 1273.7 HHT
27 BR ARAG 1345.1 HHT

Explicação para os tremores:

Segundo informações, o recôncavo baiano é uma região, sismicamente ativa, com relatos de tremores desde o império, é o que aponta o geofísico Eduardo Menezes.

No início dos anos 2000, pesquisadores perceberam uma reativação de falhas geológica, o que fez com que tremores reaparecessem, o sismólogo Joaquim Ferreira, da Universidade Federal do Rio Grande do Norte disse em 2010 que uma das falhas reativadas era a de “Poço Branco”, ele relata ainda que há muitos anos, o recôncavo registrou tremor acima de 4 graus.

Esses terremotos tem força para provocar rachaduras, mas não derrubam casas. Por estar em no meio de uma grande placa tectônica o Brasil não registra grandes terremotos, mas isso não significa que abalos não aconteçam.


Foto: Ricardo Stuckert

Um grupo no Whatsapp, formado por empresários apoiadores de Bolsonaro, se organizaram para contratar um sniper para atirar no ex-presidente Lula, durante discurso neste sábado (9) no Sindicato dos Metalúrgicos do ABC, em São Paulo. Nas mensagens, obtidas pela Revista Fórum, um empresário ressalta que Lula estaria desprotegido: “O Lula amanhã estará no ABC às 10h. Se alguém conhece algum sniper freelancer pode mandar… Nem escolta ele vai ter”, escreveu. Outro empresário afirmou que Adélio não conseguiu concluir o atentado contra Bolsonaro, mas com Lula seria diferente: “Vamos fazer uma vaquinha! Se aquele débil que atacou o Bolsonaro quase conseguiu, a gente consegue com certeza!”. Segundo a revista, o Partido dos Trabalhadores foi informado sobre o grupo e os planos dos empresários. 


Imagem: Rede Globo

O presidente Jair Bolsonaro chamou neste sábado (9) de “canalha” e “presidiário” o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, que na sexta-feira (8) deixou a prisão em Curitiba, após 580 dias. Pela manhã, Bolsonaro publicou mensagem em uma rede social, na qual chamou ex-presidente de “canalha”, embora não o tenha mencionado nominalmente. “Amantes da liberdade e do bem, somos a maioria. Não podemos cometer erros. Sem um norte e um comando, mesmo a melhor tropa, se torna num bando que atira para todos os lados, inclusive nos amigos. Não dê munição ao canalha, que momentaneamente está livre, mas carregado de culpa” escreveu. Mais tarde, ao deixar o Palácio da Alvorada para participar de um almoço no Clube Pandiá Calógeras, no Setor Militar Urbano, em Brasília, foi indagado por repórteres a respeito da libertação de Lula. Respondeu que não vai “contemporizar com presidiário”. “A grande maioria do povo brasileiro é honesto, trabalhador e nós não vamos dar espaço nem contemporizar com presidiário. Tá solto, mas continua com todos os crimes dele nas costas”, afirmou. Em discurso no início da tarde durante um ato em São Bernardo, Lula disse que Bolsonaro foi eleito para “governar para o povo” e não para “os milicianos do Rio de Janeiro”. Condenado em duas instâncias no caso do tríplex no Guarujá, no âmbito da Operação Lava Jato, Lula cumpria pena de 8 anos, 10 meses e 20 dias. Nesta sexta, o juiz Danilo Pereira Jr. autorizou que ele recorra em liberdade, depois de o Supremo Tribunal Federal (STF) ter derrubado a possibilidade de prisão após condenação na segunda instância do Judiciário. (G1)


Foto: Roney Domingos/G1

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva discursou na tarde deste sábado (9) em São Bernardo do Campo, no ABC Paulista, e disse que Jair Bolsonaro foi eleito para governar para o povo brasileiro e não para os milicianos do Rio. Lula fez um discurso agressivo e atacou o ministro da Economia, Paulo Guedes, o ministro da Justiça e Segurança Pública, Sérgio Moro, o procurador da República Deltan Dallagnol e a Operação Lava Jato. “Eu duvido que o Moro durma com a consciência tranquila que eu durmo. Eu duvido que o tal do Dallagnol durma com a consciência tranquila que eu durmo.

Aliás, eu duvido que o seu Bolsonaro durma com a consciência tranquila que eu durmo. Eu duvido que o ministro demolidor de sonhos, destruidor de empregos, destruidor de empresas públicas brasileiras, chamado Guedes, durma com a consciência tranquila que eu durmo. E eu quero dizer pra eles, eu estou de volta”.

Lula foi solto nesta sexta-feira (8) após decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) e 580 dias preso. O ex-presidente passou a noite em Curitiba e embarcou em um avião fretado na manhã deste sábado rumo a São Paulo.

Em São Bernardo do Campo, estavam presentes Fernando Haddad, Marcelo Freixo, Guilherme Boulos, Gleisi Hoffmann e outras lideranças do Partido dos Trabalhadores (PT). A fala do ex-presidente durou cerca de 1 hora. Lula disse que o Brasil já foi “respeitado no mundo inteiro”.

“Não adianta ficar preocupado com as ameaças que eles fazem na televisão. Que vai ter miliciano, que vai ter o AI-5 outra vez. A gente tem que ter a seguinte decisão: esse país é de 210 milhões de habitantes e a gente não pode permitir que os milicianos acabem com esse país que nós construímos”, disse em ataque ao governo de Jair Bolsonaro. (G1)


Foto: Arquivo Pessoal

Uma mulher foi assassinada na cidade de Valença, no Baixo Sul da Bahia, na última sexta-feira, dia 8. Por volta do meio dia Eliene do Rosário Assunção, de 25 anos, estava no Bairro da Bolívia, quando foi atingida por vários disparos de arma de fogo. Até o fechamento dessa matéria a polícia tinha identificado o autor do crime, mas o mesmo ainda não tinha sido preso. O corpo de Eliene já foi necropsiado e liberado para o sepultamento. (Tribuna do Recôncavo)


 Foto: Labsis/UFRN

Moradores da cidade de Laje sentiram a terra tremer na madrugada deste sábado (09). O Laboratório Sismológico (Labsis) da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) confirmou ao G1, a ocorrência desse tremor de terra por volta das 04h31 da manhã, na região do Vale do Jiquiriçá. O epicentro do tremor ocorreu na zona rural de Amargosa, mas cidades no raio de 30 Km puderam sentir o abalo. Segundo o geofísico Eduardo Menezes, o recôncavo baiano é uma região sismicamente ativa, o que significa dizer que tem ocorrência de tremores frequentes. Não há relatos de feridos ou danos. Além de Laje, moradores dos municípios de Mutuípe, Jiquiriçá, Ubaíra, Valença, Presidente Tancredo Neves, São Miguel das Matas, Elísio Medrado, e Brejões sentiram o tremor.


Foto: Ricardo Stuckert/ Instituto Lula

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva deixou a Superintendência da Polícia Federal, em Curitiba, onde estava preso desde o dia 7 de abril de 2018. Nesta sexta-feira (8), o juiz Danilo Pereira Junior, substituto da 12ª Vara de Execuções Penais, emitiu a decisão determinando a soltura do petista.

Desde o início da tarde de hoje apoiadores do ex-presidente se reuniram na frente do prédio da PF aguardando a decisão de soltura e a saída de Lula.

A decisão se deu após pedido da defesa de Lula nesta sexta, um dia após o Supremo Tribunal Federal (STF) votar e decidir por derrubar a prisão de condenados em segunda instância. Os ministros do Supremo decidiram na quinta-feira (7), por 6 votos a 5 que, segundo a Constituição, ninguém pode ser considerado culpado até o trânsito em julgado, fase em que não cabe mais recurso, e que a execução provisória da pena fere o princípio da presunção de inocência.

O ex-presidente foi condenado em duas instâncias no caso do triplex em Guarujá, em São Paulo, e ainda aguarda julgamento de recursos em cortes superiores. Ele cumpre pena de oito anos, 10 meses e 20 dias. O ex-presidente nega as acusações e diz ser inocente.

Bahia Notícias


(Foto: divulgação/SESA)
Mesmo com diversas campanhas ao longo dos anos, houve um aumento nos casos de sífilis que preocupam os órgãos de saúde. Entre 2008 e 2018, houve alta de 400% nos internamentos de pacientes diagnosticados pela doença no Brasil. O estado do Rio de Janeiro lidera o ranking nacional , com 17,3 mil casos na rede pública, seguido de São Paulo (15,9 mil), Pernambuco (11,5 mil), Rio Grande do Sul (8,6 mil) e Bahia (7,5 mil). Na Bahia o aumento fica acima da média nacional com um crescimento de 553% dos casos de internamento de pacientes com sífilis junto ao Sistema Único de Saúde (SUS).