Barrado em Curitiba, Rui diz que Lula é preso político de meia dúzia de pessoas da elite brasileira

Depois de ser impedido de visitar o ex-presidente Lula, na tarde desta terça-feira (10), o governador da Bahia, Rui Costa, se manifestou sobre o assunto, na frente da sede da Polícia Federal do Paraná, em Curitiba. ”Ninguém está acima da lei, mas reafirmo que nenhum brasileiro deve ser condenado sem provas por um procurador que inúmeras vezes manifestou sua posição político-partidária e por um juiz que posou dezenas de vezes ao lado de senadores do PSDB”. Rui e outros governadores do Norte, Nordeste e Sudeste foram nesta terça-feira (11) a Curitiba, com o objetivo de encontrar o ex-presidente Lula. ”Hoje, nove governadores foram impedidos de exercer um direito previsto no Código de Execução Penal, segundo o ex-juiz federal e atual governador do Maranhão, Flávio Dino, de visitar o ex-presidente. Vai ficando cada vez mais claro, para o Brasil e para o mundo, que Lula é um preso político de meia dúzia de pessoas da elite brasileira”, afirmou o governador baiano.


Comentários

Os comentários estão fechados.