Caso Ba-Vi: STJD multa Vitória, diminui pena de Kanu e inclui Ramon por Glauber Guerra

Caso Ba-Vi: STJD multa Vitória, diminui pena de Kanu e inclui Ramon

Foto: Divulgação /STJD

O Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) julgou na tarde desta sexta-feira (6) os 11 denunciados do polêmico clássico entre Vitória e Bahia, da primeira fase do Campeonato Baiano, disputado no dia 18 de fevereiro, no Barradão. Kanu, do Rubro-negro, que havia pegado um gancho de 90 dias e mais 11 jogos, teve sua pena reduzida. O defensor não precisará mais cumprir em dias e agora cumprirá apenas oito partidas válidas para o Baianão. Com isso, ele está liberado para entrar em campo em outras competições. Kanu foi enquadrado apenas por agressão (artigo 254-A do CBJD). O zagueiro foi absolvido da acusação de ameaça (243-C). Já Ramon, que também atua no Leão, havia sido inocentado, mas acabou punido com um jogo. Os auditores entenderam que o defensor colaborou para a partida ser encerrada precocemente aos 34 minutos do segundo tempo. Desta forma, ele irá desfalcar o time no Ba-Vi deste domingo (8), às 16h, no Barradão, que vale o título do Campeonato Baiano. Já o Vitória perdeu o jogo por W.O (placar de 3 a 0) e ainda será obrigado a pagar uma multa de R$ 100 mil. Os zagueiros Rubro-Negro Bruno Bispo e Tricolor Lucas Fonseca, que haviam sido inocentados, pegaram um jogo de suspensão, mas já cumpriram a automática e estão liberados. Já as outras penas foram mantidas: Yago, Denílson, Rhayner (8 jogos) e Vagner Mancini (5 jogos) pelo lado do Vitória; e Edson e Rodrigo Becão, pelo Bahia, que permaneceram com o gancho de oito partidas. (BN)


Comentários

Os comentários estão fechados.