Os primeiros lotes da CoronaVac que chegaram à Bahia deveriam vacinar apenas profissionais da saúde na linha de frente do combate à Covid-19 e idosos que vivam em casa de repouso, porém, algumas cidades já enfrentam irregularidades na vacinação. Em Vitória da Conquista, a 707 km de Salvador, a Secretaria Municipal de Saúde (SMS) notou que alguns trabalhadores têm tomado a dose irregularmente.


Foto: Alberto Maraux

O novo comandante-geral do Corpo de Bombeiros Militar da Bahia (CBM), coronel Adson Marchesini, tomou posse, na tarde desta quinta-feira (21), em solenidade de passagem de comando, no Complexo de Ensino e Instrução de Bombeiro (CEIB), em Simões Filho, cidade da região Metropolitana de Salvador. Marchesini assume o cargo que era ocupado pelo coronel Francisco Telles de Macêdo, que teve a exoneração publicada no dia 16 de janeiro. As mudanças ocorrem depois do governador já ter realizado alterações nos comandos da Secretaria de Segurança Pública e da Polícia Militar.

Com vários cursos e especializações, Marchesini tem 10 medalhas e títulos concedidos por desempenho na PM e CBM da Bahia e em instituições de outros estados, a exemplo das Medalhas Conselheiro Almeida Couto, Imperador Dom Pedro II, Marechal Trompowsky, do diploma de Mérito Profissional por atuações em ocorrências de chuvas em Salvador e da comenda do Corpo de Bombeiros Militar do Rio Grande do Sul.

“Agradeço ao governador e ao secretário da Segurança Pública pela confiança. Não faltarão trabalho e dedicação. Vamos trabalhar para diminuir o tempo de resposta, nos resgates, estando sempre ao lado da população”, frisou Marchesini.

Participaram da cerimônia o governador Rui Costa e o subsecretário da Segurança Pública, delegado Hélio Jorge da Paixão, o comandante-geral da PM, coronel Paulo Coutinho, a delegada-geral da Polícia Civil, Heloísa Brito, além do diretor do Departamento de Polícia Técnica, Élson Jeffeson Neves da Silva.

Durante a cerimônia foram entregues quatro viaturas Auto Escada Plataforma Aérea (AEPA), com escadas de 20, 40 e 50 metros e um tanque de mergulho para treinamento dos profissionais com profundidade de 1,5 a 10 metros. (G1)


Foto: divulgação/Sesab

Quatro milhões de seringas para vacinação da Covid-19 chegaram a Salvador nesta quinta-feira (21). Segundo a Secretaria Estadual de Saúde (Sesab), esse é o primeiro lote da compra de 19,8 milhões feita em dezembro. O material está armazenado no almoxarifado da Sesab em Simões Filho e será distribuído para todo o estado. Devem ser entregues ainda mais quatro milhões de seringas em fevereiro e o restante nos meses de abril, maio e junho. A Bahia já tem 10,2 milhões de seringas e agulhas em estoque. 

“Ainda dentro do plano de vacinação do estado, a Bahia possui 234 câmaras frias e 70 freezers, possibilitando armazenar simultaneamente 3,5 milhões de doses da vacina. Também já foram licitados 100 ultracongeladores que chegam a temperaturas de até -86° C para as vacinas de RNA”, afirma a Sesab. 


Trabalhadores da Ford voltam a protestar contra fechamento de fábrica em Camaçari — Foto: Reprodução/TV Bahia

Trabalhadores da Ford voltaram a protestar contra o fechamento da fábrica da montadora em Camaçari, região metropolitana de Salvador, na manhã desta quinta-feira (21). Há 10 dias, a montadora anunciou que encerrará a produção de veículos em suas fábricas no Brasil. Muitos trabalhadores estão no local e uma fila de carro está na entrada da sede da montadora, com mais funcionários chegando para a mobilização. O protesto foi convocado por entidades sindicalistas, que pedem a volta dos empregos perdidos.


O presidente da República, Jair Bolsonaro, e o ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas, inauguram, nesta quinta-feira, 21, no município de Coribe, na Bahia, o novo traçado da BR-135. A solenidade contará ainda com a presença do diretor-geral do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT), general Santos Filho, e do ministro das Comunicações, Fábio Faria.


(Foto: Tomaz Silva/Agência Brasil)

A pedido do Ministério Público Federal (MPF), a Justiça Federal determinou liminarmente a suspensão da segunda etapa do concurso de admissão 2020 para matrícula no Curso de Formação de Oficiais do Quadro Complementar e no Curso de Formação de Capelães Militares em 2021 até que seja retificada a quantidade de vagas reservadas a candidatos negros. A etapa estava prevista para ser iniciada no dia 18 de janeiro. Datada da última sexta-feira (15), a decisão prevê multa diária no valor de R$ 1mil, a ser revertida para o Fundo de Defesa dos Direitos Difusos em caso de descumprimento. Ainda há a determinação para que as vagas acrescidas pela correção do cálculo sejam ser distribuídas, mediante sorteio público, entre os cargos para os quais foram oferecidas duas ou mais vagas. Na ação, ajuizada em 12 de janeiro, o procurador da República Edson Abdon Peixoto Filho requer, além da confirmação do pedido liminar, a anulação do concurso, no caso de não ser possível a retificação do edital para ajustá-lo à Lei nº 12.990/2014, visto que o procedimento fica ilegal ao não respeitar o cálculo de reserva determinado na Lei de Cotas Raciais. O MPF destaca que, apesar de a ação ter sido ajuizada na Justiça Federal da Bahia, o determinado na decisão judicial deve ser estendido para todo o país, considerando que o concurso será realizado em âmbito nacional, e a todos os candidatos, em respeito ao princípio da isonomia nos concursos públicos. (Correio)


Foto: Divulgação/Secom Bahia

A vacina contra à Covid-19, negociada pelo governo da Bahia em um acordo de cooperação com o Fundo Soberano da Rússia (RDIF) que garante até 50 milhões de doses da Sputnik V, teve seu pedido de utilização emergencial rejeitado pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). De acordo com Antônio Barra Torres, presidente da Anvisa, a restituição do pedido aconteceu porque os testes clínicos da Sputnik V no Brasil ainda não foram iniciados, e que o processo de aprovação poderá começar assim que iniciadas as pesquisas. “Há a necessidade de os estudos da vacina estarem em andamento para analisar o pedido de uso emergencial. Muitas informações faltantes são respondidas com o estudo em andamento no país,” explicou. “Quando o teste não existe, não há sentido iniciar análise de uso emergencial, por isso houve a restituição do pedido”, completou. Nesta terça-feira (19), o governador Rui Costa viajou para Brasília para tentar uma reunião com os ministros do Supremo Tribunal Federal, na tentativa de conseguir a liberação do imunizante, que já está sendo usado em outros países, como a Argentina. (VN)


Foto: Reprodução / Twitter

As primeiras doses da vacina Coronavac distribídas pelo Ministério da Saúde para a Bahia chegaram a Salvador por volta das 22h23 desta segunda-feira (18). As 376.600 doses vieram de um voo partido de Belo Horizonte e irão vacinar cerca de 188 mil pessoas no estado. Recepcionaram a aeronave o secretário estadual de Saúde, Fábio Vilas Boas, e o secretario de Saúde de Salvador Leo Prates. Segundo Vilas-Boas, as primeiras doses foram armazenadas em câmaras frigoríficas instaladas na sede do Grupamento Aéreo da Polícia Militar (Graer). A meta do governo estadual é começar a despachar os imunizantes para os municípios ainda esta noite, em uma operação que deve adentrar a madrugada de terça-feira (19). Após o processo de conferência e separação das doses, o envio das vacinas para os municípios será feito por sete aeronaves, que vão aterrissar em cidades-polo de diferentes regiões. Nesses locais, 243 caminhões, vans e outros veículos farão o transporte do imunizante para as demais cidades. A primeira pessoa a ser vacinada na Bahia receberá a dose na manhã desta terça, no Hospital Santo Antônio, das Obras Sociais Irmã Dulce, em Salvador. O evento, marcado para as 7h, terá presença do governador Rui Costa e do prefeito da capital baiana, Bruno Reis. Neste primeiro momento, segundo o governo do Estado, serão vacinados profissionais de saúde que estão na linha de frente de combate à Covid-19, idosos em instituições de longa permanência, indígenas e comunidades tradicionais. (BN)


Foto: Divulgação/SSP

As doses das vacinas contra a Covid-19 recebidas pela Bahia ficarão armazenadas na sede do Grupamento Aéreo da Polícia Militar. De acordo com a Secretaria da Segurança Pública (SSP-BA), o local foi escolhido de maneira estratégica, com o objetivo de facilitar a distribuição do material em todo o estado, de maneira mais rápida. Câmaras frigoríficas já foram instaladas no local. De acordo com a Secretaria de Saúde do Estado (Sesab), municípios distantes mais de 300 quilômetros da capital baiana terão as doses enviadas por aeronaves. As demais devem ser entregues por meio terrestre com escolta da Polícia Militar para garantir a segurança no deslocamento. Na tarde desta sexta-feira (15), o secretário da Segurança Pública do Estado, Ricardo Mandarino, participou de uma reunião com representantes  da pasta de todo o Brasil e do Ministério da Saúde. “Deixamos claro que estamos prontos para abrigar e  escoltar a tão esperada vacina”, afirmou o gestor baiano. Toda a logística  está  preparada de forma conjunta e terá  as participações  das quatro forças de segurança.


Foto: Marcos Santos/ USP Imagens

O Governo da Bahia decidiu prorrogar o decreto que suspende shows e aulas nas unidades de ensino das redes pública e privada em todo o estado. A prorrogação será publicada no Diário Oficial do Estado (DOE) deste sábado (16) e vale até o dia 30 de janeiro de 2021. O decreto proíbe ainda a realização de atividades com público superior a 200 pessoas, como passeatas, feiras, circos, eventos científicos, desportivos e religiosos. Shows e festas, públicas ou privadas, seguem proibidos independentemente do número de participantes. Cerimônias de casamento e solenidades de formatura podem ser realizadas desde que limitadas a até 200 pessoas. A parte festiva desses eventos não está permitida. (BN)


Foto: Vagner Souza

O governador Rui Costa (PT) se reuniu, na tarde desta terça-feira (12), com o grupo de trabalho formado para buscar alternativas para o fechamento da Ford no Brasil. Participaram do encontro membros da Federação das Indústrias do Estado da Bahia (Fieb), do Sindicato dos Metalúrgicos e técnicos do governo estadual. Localizada em Camaçari, a unidade na Ford na Bahia deixará ao menos 7 mil pessoas desempregadas. O objetivo do grupo de trabalho é amenizar o impacto do fechamento e criar estratégias para atrair uma nova montadora para o estado.


O governador da Bahia, Rui Costa (PT-BA), sancionou nesta terça-feira, 12, o Fundo Garantidor do Aporte da Ponte Salvador-Itaparica (FGAP). O ato será publicado nesta quarta, 13, no Diário Oficial do Estado (DOE). A decisão foi comemorada pelo vice-governador e secretário de Desenvolvimento Econômico (SDE), João Leão. “O governador não apenas sancionou o Fundo Garantidor, mas concretizou mais um passo para o início desta importante obra para todo o estado. A construção da ponte deve ter cerca de 7 mil funcionários e é possível começar entre setembro e outubro deste ano. Não começa antes, pois aguardamos o início da vacinação contra a Covid-19”. Ao todo, o estado injetará R$ 750 milhões divididos em parcelas anuais de R$ 250 milhões. Segundo o titular da SDE, a ponte Salvador-Itaparica vai ser uma importante geradora de emprego e renda, não só durante a obra, mas com todo potencial de desenvolvimento que propiciará no recôncavo, baixo sul, sul e extremo sul. “Estamos em Porto Seguro com executivos de uma das maiores empresas de planejamento de obras de Portugal, a Future, e eles ficaram impressionados com o tráfego na BA-001. Apresentamos a eles o projeto para duplicação desta BA, a partir da Ponte do Funil até Porto Seguro, interligando com a ponte Salvador-Itaparica também. Isto vai impulsionar o turismo nessas regiões”, garantiu o vice-governador. A decisão foi aprovado na segunda, 11, na Assembleia Legislativa da Bahia (Alba). O fundo será gerido pela Agência de Fomento do Estado da Bahia (Desenbahia), além de ser destinado aos contratos de Parceria Público-Privada (PPP) para execução das obras e dos serviços de construção, operação e manutenção da estrutura. (A Tarde)