Trabalhadores informais e inscritos no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal (CadÚnico) nascidos em julho podem sacar, a partir desta segunda-feira (13), a quinta parcela do auxílio emergencial 2021. O dinheiro foi depositado nas contas poupança digitais da Caixa Econômica Federal em 26 de agosto.


O aumento de preço da carne parece ter refletido no prato dos baianos: segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IGBE), o abate de bovinos no estado foi o menor para um segundo semestre desde 2006, mesmo sendo maior do que o semestre anterior. Por outro lado, o consumo de frangos, suínos e ovos fez o estado bater recorde.

CARNE

De acordo com o órgão, no 2º trimestre de 2021, foram abatidas 224.790 cabeças de bovino na Bahia, 4% a mais que o 1º trimestre do ano, porém 7,2% a menos que o 2º trimestre de 2020. Foi o menor resultado para o estado para um 2º trimestre em 15 anos, desde 2006. No Brasil como um todo, o resultado foi o menor resultado para um 2º trimestre desde 2011. A Bahia é o 11º maior produtor de carne bovina do país, representando 3,2% do abate nacional. 

FRANGO

Por outro lado, de abril e junho, o abate de frangos no estado foi de 33.938.968 animais, o maior desde 1997, quando o IBGE começou a calcular este dado. Esse número é 2,2% acima do antigo recorde, que havia sido registrado no 1º trimestre deste ano (33.209.050). A Bahia é o nono maior produtor de frangos do país, responsável por 2,2% do abate nacional. 

PORCO

Já em relação aos suínos, no 2º trimestre de 2021, 48.422 animais foram abatidos na Bahia, também o maior desde 1997. O recorde anterior do estado tinha sido no final de 2020, quando 44.822 animais haviam sido abatidos. No Brasil, o abate de suínos também bateu recorde no 2º trimestre de 2021, com 13,040 milhões de animais abatidos. A Bahia é o 10º maior produtor do Brasil, com 0,4% do total de suínos abatidos no país. 

OVOS

A produção baiana de ovos de galinha no 2º trimestre de 2021 também bateu o recorde na série histórica do IBGE, iniciada em 1987, ficando em 18,2 milhões de dúzias. Este número representa um aumento de 1,0% frente ao recorde anterior, do começo deste ano, quando a produção foi de 18,0 milhões de dúzias. A Bahia fica em 12º lugar neste ranking de produção, com 1,8% do total brasileiro.

LEITE

A aquisição de leite cru na Bahia foi de 147,0 milhões de litros no 2º trimestre de 2021 – uma queda de 7,9% em relação ao começo do ano, mas um crescimento de 9,1% frente ao 2º trimestre de 2020. Este foi o melhor resultado para a produção baiana de leite em um 2º trimestre desde 1997, quando se iniciou a série histórica. A Bahia é o sétimo maior produtor de leite do Brasil, respondendo por 2,5% do leite adquirido no país. 

Fonte: AratuOn


As famílias que têm estudantes matriculados na rede estadual de ensino recebe, nesta sexta-feira (10), o crédito do Bolsa Presença. Esta será a quinta das seis parcelas previstas pelo programa que beneficia alunos e familiares em condição de vulnerabilidade socioeconômica e com cadastro no CadÚnico. 

Cada família recebe um crédito de R$ 150 por mês. Ao todo, o programa deve alcançar 311 mil famílias, de 357 mil estudantes, totalizando R$ 280 milhões de investimento com recursos estaduais.

Secretário da Educação do Estado, Jerônimo Rodrigues enfatizou que o Bolsa Presença faz parte do Programa Estado Solidário e tem a finalidade de promover a permanência dos estudantes na escola.

“O programa Bolsa Presença é uma política pública que dialoga diretamente com a família, no enfretamento da vulnerabilidade socioeconômica, e que contribui para evitar que o estudante abandone a escola para trabalhar. Consequentemente, a iniciativa também é importante para que haja uma relação mais próxima entre a escola, a família e as comunidades”, afirmou. (Voz da Bahia)


Mais uma vez nenhum apostador acertou as dezenas sorteadas e o prêmio da Mega-Sena foi a R$ 45 milhões. Pelo concurso 2.407, realizado na quinta-feira (8), no Espaço Loterias Caixa, em São Paulo, foram sorteadas as dezenas 13 – 17 – 31 – 43 – 54 – 55.

A quina, por sua vez, registrou 45 apostas ganhadoras, e cada ganhador levará R$ 62.896,47. A quadra teve 4.411 apostas vencedoras. Cada apostador receberá R$ 916,65. (Voz da Bahia)


A manifestação de caminhoneiros na Bahia culminou em problemas no abastecimento de combustíveis entre a última quarta (8) e esta quinta-feira (9) no Oeste, de acordo com o presidente do Sindicato do Comércio de Combustíveis, Energias Alternativas e Lojas de Conveniências do Estado da Bahia (Sindicombustíveis), Walter Tannus.

Segundo o sindicalista, a entidade não sentiu impacto no restante do estado e, portanto, não deve haver desabastecimento e nem aumento de preço nos postos. Na visão dele, apenas na região oeste pode haver um “problema pontual de desabastecimento”. “Mas não no aumento do preço, a não ser que isto perdure”, pontuou, em entrevista ao Bahia Notícias.

“Problema mesmo só foi maior na BR-324, que liga Luís Eduardo Magalhães, tanto no sentido Barreiras, quanto no sentido Brasília. Ali houve problema, que afetou a entrega de alguns produtos, mas, no resto do estado, não observamos problema”, explicou.

Tannus crê que o pedido do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) para que os manifestantes liberem as rodovias deve arrefecer o movimento. “Em cima do pronunciamento do presidente, hoje já amanheceu mais calmo. Esperamos que, no decorrer do dia, as coisas se ajustem”, concluiu.

Na Bahia, protestos foram registrados, além do Oeste, em locais próximos a Feira de Santana, Eunápolis e Correntina. (BN)


Beneficiários do Bolsa Família começam a receber a sexta parcela do auxílio emergencial a partir do dia 17 de setembro. Só em agosto, cerca de 10 milhões de cidadãos foram contemplados com a medida.

Segundo informações, em agosto o auxílio emergencial atendeu 9,59 milhões de segurados do Bolsa Família. Deste número, 4,92 milhões são mães chefes de família; 3,17 milhões são famílias com duas ou mais pessoas e; 1,49 milhão são brasileiros que vivem sozinhos.


No melhor agosto desde 2017, as exportações baianas registraram US$ 870,7 milhões, valor 69,5% superior ao registrado em igual mês de 2020. O bom desempenho do último mês continuou a ser puxado pelos preços, que tiveram alta média de 47% frente a agosto do ano passado, contra um aumento de 15,3% no volume embarcado. As informações foram analisadas pela Superintendência de Estudos Econômicos e Sociais da Bahia (SEI), autarquia vinculada à Secretaria de Planejamento (Seplan).

No acumulado do ano, as exportações baianas alcançaram US$ 6,24 bilhões, o que representou um crescimento de 25,8% comparado a igual período do ano anterior. As taxas de crescimento das vendas externas têm sido expressivas, ajudadas por bases baixas de comparação, mas também pela elevação dos preços de commodities, mas que devem ter uma inflexão a partir de setembro, já que o cenário mundial vem mudando.

Ainda assim, o setor externo da economia baiana tem sido uma das principais fontes de dinamismo para o crescimento recente da economia, gerando oportunidades de negócios para as empresas, com efeitos domésticos positivos na geração de riqueza e renda.


Trabalhadores informais e inscritos no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal (CadÚnico) nascidos em abril podem sacar, a partir de hoje (6), a quinta parcela do auxílio emergencial 2021. O dinheiro havia sido depositado nas contas poupança digitais da Caixa Econômica Federal em 22 de agosto.

Os recursos também poderão ser transferidos para uma conta-corrente, sem custos para o usuário. Até agora, o dinheiro apenas podia ser movimentado por meio do aplicativo Caixa Tem, que permite o pagamento de contas domésticas (água, luz, telefone e gás), de boletos, compras em lojas virtuais ou compras com o código QR (versão avançada do código de barras) em maquininhas de estabelecimentos parceiros.

Em caso de dúvidas, a central telefônica 111 da Caixa funciona de segunda a domingo, das 7h às 22h. Além disso, o beneficiário pode consultar o site auxilio.caixa.gov.br.

O auxílio emergencial foi criado em abril do ano passado pelo governo federal para atender pessoas vulneráveis afetadas pela pandemia de covid-19. Ele foi pago em cinco parcelas de R$ 600 ou R$ 1,2 mil para mães chefes de família monoparental e, depois, estendido até 31 de dezembro de 2020 em até quatro parcelas de R$ 300 ou R$ 600 cada.

Neste ano, a nova rodada de pagamentos, durante sete meses, prevê parcelas de R$ 150 a R$ 375, dependendo do perfil: as famílias, em geral, recebem R$ 250; a família monoparental, chefiada por uma mulher, recebe R$ 375; e pessoas que moram sozinhas recebem R$ 150. (voz da Bahia)

 


Trabalhadores informais e inscritos no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal (CadÚnico) nascidos em março podem sacar, a partir de hoje (3), a quinta parcela do auxílio emergencial 2021. O dinheiro foi depositado nas contas poupança digitais da Caixa Econômica Federal em 21 de agosto.

Os recursos também podem ser transferidos para uma conta-corrente, sem custos para o usuário. Até agora, o dinheiro apenas podia ser movimentado por meio do aplicativo Caixa Tem, que permite o pagamento de contas domésticas (água, luz, telefone e gás), de boletos, compras em lojas virtuais ou compras com o código QR (versão avançada do código de barras) em maquininhas de estabelecimentos parceiros.

Em caso de dúvidas, a central telefônica 111 da Caixa funciona de segunda a domingo, das 7h às 22h. Além disso, o beneficiário pode consultar o site auxilio.caixa.gov.br.

O auxílio emergencial foi criado em abril do ano passado pelo governo federal para atender pessoas vulneráveis afetadas pela pandemia de covid-19. Ele foi pago em cinco parcelas de R$ 600 ou R$ 1,2 mil para mães chefes de família monoparental e, depois, estendido até 31 de dezembro de 2020 em até quatro parcelas de R$ 300 ou R$ 600 cada.

Neste ano, a nova rodada de pagamentos, durante sete meses, tem parcelas de R$ 150 a R$ 375, dependendo do perfil: as famílias, em geral, recebem R$ 250; a família monoparental, chefiada por uma mulher, recebe R$ 375; e pessoas que moram sozinhas recebem R$ 150. (Voz da Bahia)


Após a Justiça derrubar uma liminar da ViaBahia que impedia a redução do pedágio nas rodovias BR-324 e BR-116, a concessionária informou que as novas tarifas, mais baratas, passam a valer nesta quinta-feira (2). A redução ocorre após a publicação, no Diário Oficial da União desta quarta-feira (1º), da deliberação nº 293 da Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT).

A ANTT havia determinado a redução do pedágio no último dia 10 de agosto, mas uma liminar foi apresentada pela ViaBahia para impedir a medida. Na peça jurídica elaborada pelos advogados da concessionária e obtida pelo Metro1, havia uma crítica às fotos apresentadas pela Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) sobre as condições da pista.  No item 35, os advogados da empresa dizem que “parece que o fotógrafo deitou-se no chão para, em odiosa ilusão de ótica, ampliar descomunalmente o tamanho do buraco no que parece ser a lateral da pista”.


Documentação necessária: Carteira de Trabalho física ou Digital, RG, CPF, comprovantes de residência e escolaridade, além de certificados de cursos, se assim desejar.

Essas são apenas algumas vagas disponíveis e estão sujeitas ao limite de encaminhamentos. Para consultar a lista completa, o trabalhador deve comparecer à unidade de seu município.

Para realizar agendamento na Rede SineBahia acesse o endereço www.sacdigital.ba.gov.br


Trabalhadores informais e inscritos no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal (CadÚnico) nascidos em janeiro podem sacar, a partir de hoje (1º), a quinta parcela do auxílio emergencial 2021. O dinheiro foi depositado nas contas poupança digitais da Caixa Econômica Federal em 20 de agosto.

Os recursos também podem ser transferidos para uma conta-corrente, sem custos para o usuário. Até agora, o dinheiro podia ser movimentado apenas por meio do aplicativo Caixa Tem, que permite o pagamento de contas domésticas (água, luz, telefone e gás), de boletos, compras em lojas virtuais ou compras com o código QR (versão avançada do código de barras) em maquininhas de estabelecimentos parceiros.