Lider 87 FM

As provas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) deste ano se aproximam. Mas faltando cerca de dois meses para a realização, o diretor de tecnologia do Inep e responsável pelo Enem Digital Daniel Miranda, pediu demissão na quarta-feira (22/9) alegando problemas pessoais. Miranda estava à frente do cargo desde 9 de abril, quando substituiu Camilo Mussi.


Após boatos de que professores do Colégio Estadual Francisco da Conceição Menezes teriam contraído a covid-19 e mantendo aulas, um dos diretores da instituição de ensino, Marcone Andrade, esclareceu a situação e pontuou que os cuidados contra a disseminação da covid-19 estão rigorosos.

Em entrevista a Recôncavo FM, uma professora e uma funcionária da escola haviam avisado que estariam com suspeita e foram afastados por 10 dias enquanto fazem os testes, “Há comentários de que um professor estaria contaminado por covid-19, mas quero deixar claro que é apenas suspeita, o mesmo professor está seguindo os protocolos do Estado, está afastado e vai fazer o teste, caso o resultado seja positivo, a escola vai tomar outras medidas. Quero reafirmar a sociedade de que é apenas uma suspeita. As aulas serão suspensas em caso de confirmação do caso de covid-19, no momento são apenas sintomas, temos que aguardar a confirmação”, disse. (Voz da Bahia)


Ministro da Educação, Milton Ribeiro.

O Ministério da Educação (MEC) planeja criar uma universidade federal digital para, segundo o ministro Milton Ribeiro, ampliar o acesso dos estudantes de todo o país à rede pública federal de ensino. “Queremos criar a primeira universidade federal digital no país e ampliar o acesso a todos”, disse o ministro ao participar, nesta quinta-feira (16), de audiência pública na Comissão de Educação do Senado.


O Ministério da Educação (MEC) tem o objetivo de “criar” 10 novos institutos federais a partir da divisão dos que já existem, sem, no entanto, aumentar o número de vagas ou de cursos oferecidos. Segundo informações do G1, a proposta foi apresentada pelo ministro Milton Ribeiro, em 30 de agosto, aos reitores das unidades que podem sofrer essa “cisão”. Eles têm até 20 de setembro para se posicionar a respeito.

A pasta alega que o objetivo é melhorar a gestão das unidades cujos polos ficam distantes do prédio da reitoria. O Conselho Nacional das Instituições da Rede Federal de Educação Profissional, Científica e Tecnológica (Conif) admite que há casos pontuais de dificuldades administrativas, mas avalia que a “criação” de novos institutos exigiria a contratação de servidores e terceirizados, além de trazer gastos extras para um setor que vem sofrendo reduções orçamentárias desde 2016. A mudança traria um custo de R$ 8 milhões por ano para cada unidade.

Fonte: Metro1

Responsável pelo Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) informou na noite desta segunda-feira (13), que inscritos na edição 2020  da prova que tiveram direito à isenção de pagamento e não compareceram, poderão se inscrever no Enem 2021 entre esta terça-feira (14) e o dia 26 de setembro. As provas para esse grupo, no entanto, serão aplicadas apenas em 2022.


O IFBA Campus Santo Antônio de Jesus convoca os (as) Candidatos (as) listados (as) no Anexo I do comunicado (link abaixo) para manifestação de interesse através do processo de pré-matrícula.

Os (as) Candidatos (as) convocados (as) que desejarem manifestar interesse na vaga através da pré-matrícula deverão encaminhar e-mail, no prazo de 08/09 a 14/09/2021, com o título/assunto: matrícula_lista de espera_nome completo, para o endereço matriculasisu.saj@ifba.edu.br, informando Nome Completo, RG e CPF. No caso de candidatos menores de idade, favor informar também o Nome Completo, RG e CPF do responsável legal.


Depois de sofrer uma derrota no STF (Supremo Tribunal Federal), o MEC (Ministério da Educação) estuda como irá cumprir a decisão de reabrir as inscrições do Enem para garantir a isenção de taxa a quem faltou na última edição.

Uma das opções avaliadas é pôr os novos inscritos para fazer o exame na mesma data reservada aos presos ou internados. Outra possibilidade é atrasar a data da prova, atualmente marcada para o fim de novembro.

Na sexta (3), o Supremo decidiu, por unanimidade, que as inscrições do exame devem ser reabertas de maneira gratuita a quem se ausentou na prova de 2020, sem a necessidade de o estudante apresentar uma justificativa para a falta no ano anterior.

Desde que o edital do Enem 2021 foi lançado, o governo de Jair Bolsonaro (sem partido) se negava a garantir esse direito, vetando a isenção da taxa a quem faltou na prova no ano anterior e não apresentou justificativa.

Servidores do MEC e do Inep, órgão responsável pelo exame, disseram à Folha que uma das formas avaliadas para cumprir a decisão é incluir os novos inscritos no edital do Enem para os presos ou internados, também chamados de pessoas privadas de liberdade (PPL) ou jovens sob medida socioeducativa que inclua privação de liberdade.


 SEC lança projeto 'Fanfarra segura' para fortalecer a arte musical nas escolas

Foto: Divulgação/SEC-BA

A Secretaria da Educação do Estado da Bahia (SEC) lançou, nesta terça-feira (7), data em que se comemora a Independência do Brasil, o projeto “Fanfarra segura”. A iniciativa visa fortalecer a arte musical no currículo escolar e reconhece a importância das fanfarras escolares para a formação da juventude baiana.

O projeto disponibiliza recursos, via Fundo de Assistência Educacional (FAED), no montante de R$ 1,8 milhão, para a manutenção e higienização dos equipamentos musicais. Mais cerca de R$ 4 milhões serão investidos na aquisição de 150 kits de fanfarras destinados às unidades escolares da rede estadual.

O coordenador executivo de Programas e Projetos Estratégicos, Marcius Gomes, falou sobre o projeto. “É importante reconhecer o papel das fanfarras para a formação cidadã, cultural e artística dos estudantes da rede estadual de ensino. Para além disso, um dos grandes desafios é identificar de que forma a prática das fanfarras pode consolidar o currículo escolar como um espaço de conhecimento e de fortalecimento das aprendizagens. Sendo assim, o projeto ‘Fanfarra segura’ é essencial para o desenvolvimento das fanfarras escolares”.

As fanfarras escolares são uma das ações estratégicas da SEC, que visa contribuir para a efetivação da Lei n° 11.769/2008, como espaço e tempo de aprendizagens, através do ensino de instrumento individual e ou coletivo, das expressões artísticas, corporais, garantindo a permanência e a qualificando as aprendizagens. As fanfarras escolares fazem parte do calendário das comemorações cívicas, não apenas no 7 de setembro mas, também, em outras festas comemorativas, a exemplo 2 de Julho, que marca a Independência da Bahia, (Bahia Notícias).


O Ministério Público da Bahia (MP-BA) recebeu nesta semana documentação complementar que havia solicitado à gestão da prefeita de Lauro de Freitas, Moema Gramacho (PT), no âmbito do inquérito civil que apura suspeitas de fraude em licitação aberta para a compra de 21,3 mil tablets para estudantes da rede municipal. O material foi adquirido a um custo de R$ 15,2 milhões, por meio de pregão eletrônico. Moema nega a existência de irregularidades.

Ao Metro1, o MP informou que os documentos encaminhados pela prefeitura estão sendo analisados pela Central de Apoio Técnico do MP (Ceat), cuja coordenação determinou “prioridade de urgência” em razão do extenso volume do material. Só após a avaliação da papelada, a promotora de Justiça Ivana Moreira determinará os próximos passos da apuração.

Na última-terça-feira (31), vereadores da oposição apresentaram um requerimento para a instalação da “CPI dos Tablets”, pedido que acabou rejeitado por 16 votos a 4 em uma sessão virtual realizada um dia depois. 

Fonte: Metro1

A diretoria do Educavale, professora Patrízia Andrade (diretora), Roque Cavalcante (vice-diretor) e Antônio Meilson (secretário) esteve na tarde dessa terça-feira (31) no município de Elísio Medrado, na Secretaria de Educação.

O momento foi articulado com a secretária da pasta, a professora Rosemary Lima.

Na oportunidade a Secretária, junto com sua equipe pedagógica e administrativa, apresentou a Rede Educacional de Elísio Medrado, os problemas enfrentados, sobretudo nas estruturas físicas das unidades escolares e os esforços que estão sendo realizados para recuperação das mesmas.

A diretoria do Educavale, junto com a equipe municipal de Educação, fizeram um percurso por algumas unidades educacionais. A primeira unidade a ser visitada foi a Escola de Tempo Integral Gisélia Miranda Leite, a mesma encontra-se em reforma da estrutura física, ampliação das áreas de convivência e adaptação para seguirem os protocolos de saúde.

Em seguida, percorreram as instalações do Anexo da Creche Casulo Iêda Barradas – Anexo I e da Escola Ranulfo de Souza Bittencourt que também passa por reformas.

A gestão municipal trabalha para garantir o direito de crianças, adolescentes, jovens e adultos para um retorno às aulas com segurança.

O Fórum dos Secretários de Educação do Vale do Jiquiriçá se colocou à disposição em contribuir nesse processo de retorno das atividades semipresenciais na Rede Municipal de Educação de Elísio Medrado. Educavale.

Fonte: Reconcavo no ar

 


A Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB) abriu processo seletivo para graduação. São 1093 vagas distribuídas em 38 cursos, para candidatos de transferência externa, rematrícula e portador de diploma. As aulas estão previstas para iniciar 1º de novembro deste ano.

As inscrições são realizadas no site de Processos Seletivos da UFRB. Para se inscrever é necessário anexar a documentação exigida, no período de 1º a 5 de setembro. A inscrição é gratuita.


O retorno das aulas semipresenciais na rede estadual vai começar no próximo dia 1° de setembro. A data foi anunciada após encontro desta sexta-feira (27) que reuniu a diretoria do sindicado dos professores [APLB], o secretário estadual de educação, Jerônimo Rodrigues, e parlamentares.

Segundo o sindicato, a volta será para docentes que já completaram as duas doses de vacina contra a Covid-19. Quem tiver comorbidade [doenças crônicas que agravam a Covid-19] poderá continuar em trabalho remoto.

De acordo com o coordenador-geral da APLB, Rui Oliveira, ficou acordado também que será devolvido o valor descontado no contracheque dos professores que não foram às escolas em determinação anterior do governo do estado que havia estabelecido o começo das aulas semipresenciais no dia 26 de julho passado. (Blig Marcos Frahm)