Foto: Shirley Stolze

O Carnaval de Salvador, que ainda não tem data confirmada para realização, está na pendência de um encontro entre as autoridades da capital baiana e do estado.

Em evento de inauguração da reforma da Igreja Nossa Senhora da Saúde e Glória, no bairro da Saúde nesta segunda-feira, 8, o prefeito Bruno Reis (DEM) afirmou que espera encontrar com o governador da Bahia, Rui Costa (PT), para definir sobre a realização da folia momesca e também das festas de ano novo.

“A nossa expectativa é que a gente possa, a partir desta conversa, chegar a uma definição”, indicou.


A retomada de shows em Salvador após autorização das autoridades devido às baixas nos casos de covid, chegou a dividir opiniões, mas foi comemorada por boa parte da população que estava com saudade dos eventos. Com a liberação, uma sequência de apresentações, de diferentes artistas locais e nacionais, foi programada, causando alvoroço entre os foliões.

No entanto, como nem tudo são flores, a parada de quase dois anos nas festas acabou pesando não só para o bolso dos artistas e empresários, mas também para o público, que parece ser destinado a pagar essa conta. Prova disso é que os preços foram lá pra cima, seja dos ingressos ou dos produtos comercializados dentro dos eventos privados.