O cantor e compositor Gerson King Combo morreu na noite dessa terça-feira (22/9), aos 76 anos, por complicações do diabetes e infecção generalizada. Considerado o Rei do Soul no Brasil, ele era reconhecido como um dos principais nomes da música negra no país. De acordo com a Secretaria Municipal de Saúde do Rio de Janeiro, ele morreu horas depois de dar entrada no Hospital Municipal Francisco da Silva Telles. Nascido em 1943, no Rio de Janeiro, Gerson King Combo adotou seu nome artístico em homenagem ao grupo de jazz King Curtis Combo, dos Estados Unidos. Antes disso, chegou a assinar composições como Gerson Côrtes, mesmo sobrenome de seu irmão, Getúlio Côrtes, que compôs o sucesso Negro gato.


“Vanusa está internada na Unidade Terapia Intensiva desta instituição. Apresentou, nas últimas seis horas, piora no quadro respiratório, encontrando-se intubada e em ventilação mecânica”, informou o boletim. Aos 72 anos, a cantora foi hospitalizada no dia 8 de setembro com um quadro de anemia, além de apresentar problemas respiratórios e de retenção de líquido. Em agosto, a filha de Vanusa, Aretha Marcos, ainda revelou que a mãe havia sido diagnosticada com Alzheimer. Há cerca de duas semanas, o filho da artista e produtor musical, Rafael Vannucci, usou sua conta nas redes sociais para desabafar e pedir mais “empatia neste momento e não julgamentos”, ao se referir às informações que circularam de que Vanusa estava em estado físico bastante debilitado.


Foto: Reprodução/Rádio Líder FM

O deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL) decidiu provocar Luísa Sonza nesta terça-feira (22) após a cantora ser acusada de racismo por uma advogada. O filho do presidente da República relembrou um episódio ocorrido em 2018, quando Luísa se negou a utilizar o mesmo voo que Bolsonaro, na época candidato a presidência. O deputado juntou os dois ocorridos e falou: “Alguém aí tem um jegue para vender?”. A publicação do parlamentar teve milhares de curtidas. Luísa ainda não se pronunciou.

Acusada de Racismo

Veio à tona uma acusação grave sobre a cantora Luísa Sonza. O caso rendeu processo por parte de uma advogada, que acusou a artista de racismo e agressão. No episódio, a loira teria dado um tapa em Isabel Macedo de Jesus, de 48 anos. 


Foto: Reprodução/G1

O sertanejo Fernando, da dupla com Sorocaba, sofreu um acidente na Rodovia dos Bandeirantes na manhã desta terça-feira (22). O cantor foi hospitalizado em um hospital particular de Jundiaí (SP). Segundo a assessoria da dupla, Fernando perdeu o controle do veículo devido à chuva forte e água na pista.

“Na manhã desta terça-feira (22/09), o cantor Fernando Zor teve um incidente com o carro na Rodovia dos Bandeirantes, em São Paulo, quando retornava para um compromisso pessoal na capital. No percurso, Fernando perdeu o controle do veículo devido à chuva forte. O cantor foi hospitalizado em Jundiaí, apenas para check up, mas já esta em casa e passa bem”, informou a equipe da dupla.


Foto: Reprodução/SBT

O jornalista Roberto Cabrini é mais uma das alterações no Sistema Brasileiro de Televisão (SBT). Após 10 anos na emissora, o apresentador do “Conexão Repórter” não teve seu contrato renovado. As informações são do colunista Flávio Ricco. De acordo com Flávio, a decisão ocorreu após “encontros e tentativas de acerto” entre ambas as partes. Outro motivo ligado ao desligamento de Cabrini e sua equipe está relacionado com questões comerciais, pois o SBT não está conseguindo arcar com as despesas da produção do programa apresentado pelo jornalista. Segundo o colunista, boatos que circulam nos bastidores do SBT revelam que “Cabrini teria procurado anunciantes para tentar salvar o jornalístico”. Cabrini permanece na grade da emissora até o final de outubro, tempo ainda restante no contrato. Esse é o segundo desligamento de personalidades conhecidas da emissora em menos de mês. No início de setembro foi anunciada a não renovação do contrato da âncora do SBT Brasil, Rachel Sheherazade (relembre aqui).


O ‘Esporte Espetacular’, da “Globo”, convidou três especialistas em leitura labial para analisaram as imagens da discussão entre Neymar e Álvaro González, durante o clássico entre PSG e Olympique de Marselha, na última semana. O brasileiro acusou o zagueiro de racismo e os peritos confirmaram que o adversário proferiu a palavra ‘mono’ que significa macaco em espanhol. – Ele fala a palavra mono em espanhol, no momento em que ele, inclusive, fala e vira a boca. Ali fica claro – disse Felipe Oliver, tradutor de libras do Instituto Nacional de Educação de Surdos. Concordaram com ele Luis Felipe Ramos, da Associação de Surdos do Rio de Janeiro, e Mikel Vidal, que tem formação avançada em leitura labial em espanhol por ser filho de colombianos.


Fim de jogo para Fernandinho BeatBox! O músico levou a pior numa roça formada com Raíssa Barbosa e Lucas Cartolouco e foi eliminado com 22,45% dos votos. A vice-miss Bumbum 2017 e o jornalista receberam 44,14% e 33,40% respectivamente. Ao voltar pra sede e ser recebida com muita festa por várias peoas, Raíssa, com a ajuda de MC Mirella, disparou um icônico bordão de Anitta: “Voltei, quer vocês queiram, quer não. Gostou? Tá gostado, não gostou o problema é de vocês, quer ir embora, pode ir embora!”. (Ibahia)


Integrante do Trio Parada Dura, o cantor Eduardo Borges, conhecido como Parretito, morreu aos 67 anos, na noite deste domingo (13), em Belo Horizonte, por complicações causadas pela Covid-19. De acordo com comunicado oficial divulgado pelo grupo musical, o artista foi internado há 16 dias no Hospital Unimed, na capital mineira, com sintomas do novo coronavírus. “Por ser do grupo de risco pela idade e diabético, precisou ser mantido na UTI em estado grave. Batalhou muito, mas infelizmente não resistiu às complicações da doença”, informa. “Igual a andorinha, Parrerito parte voando e deixa um Brasil inteiro já com saudade de sua voz que por quase quatro décadas marcou gerações no Trio Parada Dura. Ficará para sempre em nossos corações e na memória da música sertaneja”, diz nota.


A alta no preço do arroz, que em alguns lugares já está custando R$ 40 o pacote de cinco quilos, deixou o país em alerta. Mas bem antes do grão virar manchete, a população de Cachoeira do Sul, no Rio Grande do Sul, já tinha outra preocupação: a Feira Nacional do Arroz (Fenarroz) não terá mais uma rainha, e Eduarda Prade, eleita em 2018, foi a última a receber a coroa da dinastia das soberanas, como são chamadas. Ou seja, não sobrou nem para o arroz de festa.

O evento, o maior do setor em todo o país, acontece a cada dois anos no município que já foi o maior produtor de arroz no Brasil. Hoje, ocupa o 12º para tristeza de Eduarda. Não, ela não é uma produtora agrícola. Longe disso. Aos 21 anos, está estudando Arquitetura e Urbanismo. Como última detentora do título de Rainha do Arroz, no entanto, uma tristeza. “Estudei bastante quando concorri. Toda a história da minha cidade e o vínculo com a produção. O arroz tem fundamental importância para nós. Muitos habitantes vivem do plantio e as rainhas prestavam um papel de divulgar tudo isso e resgatar a tradição”, explica a bela gaúcha.


Após receber críticas em relação ao novo relacionamento – e ser, inclusive, acusada por alguns internautas por ter traído o ex-marido, Whinderson, com o cantor Vitão, seu atual namorado – Luisa Sonza desabafou nas redes sociais sobre a polêmica gerada. A cantora afirmou que sempre foi acusada por coisas que não fez e que, desde o início da carreira, não importa o que fazia, “sempre era atacada”. Acrescentou que, como as pessoas não a escutam, parou de dar explicações sobre a sua vida.


Perlla tem fotos íntimas vazadas e as imagens estão circulando entre as redes sociais. A cantora já foi acusada pelo marido de vender nudes através de um aplicativo de mensagens.

Além de fazer parte da rede social de vídeos ao vivo, a cantora é diretora da Perlla Agency, um agência que recruta influenciadores digitais para o Bigo.

Veja a foto:


Fotos: Reprodução / TV Globo

A cantora Anitta foi acusada de racismo contra Ludmilla depois de publicar uma imagem em suas redes sociais. Na foto, Anitta está sentada à vontade ao lado do título “Barbie, em Vida de Patroa”. Ao fundo do sofá, aparece Ludmilla, com óculos pretos. Diante das acusações de racismo dos internautas, a assessoria de imprensa da cantora entrou em contato com a revista Quem e explicou: “Ela repostou nos Stories do Instagram uma montagem feita por um ‘fã’”. “Absolutamente sem perceber que havia uma provocação escondida na imagem. Em menos de 2 minutos, a cantora foi alertada, apagou e denunciou o conteúdo”, explicou.

O termo “Anitta Racista” se tornou um dos assuntos mais comentados.

“Sério que os fãs da Ludmilla estão chamando a Anitta Racista? Racismo é uma coisa séria, e não coisa pra ficar de briguinha de fãs“, reclamou um internauta. Ludmilla não comentou o assunto.

Veja a foto: