Uma mulher de 28 anos foi presa levando maconha, cocaína e lança-perfurme na mala de viagem em um ônibus que foi abordado em Vitória da Conquista, no sudoeste baiano, na tarde de ontem (23).O ônibus seguia pela BR-116 depois de sair de São Paulo (SP) para Parnaíba (PI). Na altura do KM 830, uma equipe da Polícia Rodoviária Federal (PRF) fazia operação rotineira e abordou o ônibus.

Durante a fiscalização, os agentes resolveram abrir o compartimento de carga. Nesse momento, sentiram um cheiro forte de maconha. Eles acabaram encontrando a mala da passageira, que tinha 4,4 kg de maconha, 3,1 kg de pasta base de cocaína e 2,2 kg de cocaína, além de 198 frascos de lança.

Quando conferiram a quem pertencia a mala, localizaram a mulher que levava a droga. Ela confessou o crime e disse que recebeu a droga na capital paulista para levar até Teresina. Ela ganharia R$ 2,5 mil pelo serviço. 

A passageira foi presa em flagrante por tráfico e toda a droga foi apreendida e levada para a delegacia de Vitória da Conquista. (Correio da Bahia)


A Delegacia Especializada de Repressão aos Crimes Contra a Criança e o Adolescente (Dercca) de Salvador iniciou uma operação para investigar casos de exploração infantil. Na quinta-feira (23), mais de 20 crianças foram encaminhadas para o Conselho Tutelar.

De acordo com a Polícia Civil, cinco delas estavam “emprestadas ou alugadas” pelas famílias, para serem obrigadas a mendigar em estacionamentos de supermercados, e sinaleiras, da capital baiana. A Dercca detalhou que algumas dessas crianças ainda são bebês de colo.

As abordagens foram feitas nas regiões da Rótula do Abacaxi e na Avenida Paralela, além de semáforos no bairro da Pituba. As mais de 20 crianças encaminhadas ao Conselho Tutelar foram acompanhadas dos adultos, que deveriam ser os responsáveis por garantirem os direitos básicos delas.

Eles prestaram depoimento e a Dercca abriu inquérito para investigar o crime de exploração infantil. Depois disso, as crianças foram encaminhadas sob responsabilidade de outros familiares.

A polícia também direcionou as famílias para análise de integração em programas sociais da prefeitura. A Dercca destacou que, há um contexto de vulnerabilidade social que leva à exploração infantil, que não pode ser ignorado, apesar do crime. (Forte na Notícia)


Durante rondas e abordagens, Policiais Militares da Companhia de Emprego Tático Operacional, do 14º Batalhão PM, depararam-se com um homem em atitude suspeita em frente a um estabelecimento comercial de hospedagem na noite desta quinta-feira (23), por volta das 23h, no bairro Alto Santo Antônio em Santo Antônio de Jesus.

Segundo a PM, durante abordagem e busca pessoal, foi encontrado com ele uma arma de fogo juntamente com os seguintes materiais:
01 revólver calibre .38, 07 munições calibre. 38, 01 aparelho celular Samsung, 01 acessório tipo corrente de pescoço, 04 cartões bancários, 01 par de luvas preta, R$ 16,65 em dinheiro, roupas, mochila, lanterna, remédios.

Todo material juntamente com o suspeito foi encaminhado para a delegacia local. (Voz da Bahia)


O Ministério da Justiça e Segurança Pública (MJSP) divulgou nesta sexta-feira (24) números da Operação Maria da Penha, lançada em agosto com o objetivo de enfrentar a violência doméstica contra a mulher e aprimorar o sistema de proteção às vítimas.

Entre 20 de agosto e 20 de setembro, mais de 14 mil pessoas foram presas por violência doméstica, descumprimento de medidas protetivas e demais crimes contra a mulher. Outras 40 mil medidas protetivas de urgência foram acompanhadas por policiais civis. Ao todo, 127 mil mulheres foram atendidas, segundo os dados divulgado pelo governo.

A operação foi um esforço concentrado coordenado pelo Ministério da Justiça para atender casos de violação da Lei Maria da Penha. A operacionalização ficou a cargo das forças de segurança estaduais. As polícias de 26 estados e do Distrito Federal foram mobilizadas, e mais de 108 mil profissionais trabalharam para atender ocorrências ligadas à violação Lei Maria da Penha, de acordo com o ministério.

“A operação teve o engajamento de diferentes instituições para qualificar o atendimento às vítimas, reforçar o cumprimento de medidas protetivas e conscientizar a população sobre a importância de denunciar as agressões. Os resultados mostram a importância de um olhar integrado para coibir casos de violência contra a mulher e prevenir a ocorrência de feminicídios”, disse o ministro Anderson Torres, em nota.

Ainda segundo os dados do ministério, foram realizadas cerca de 35 mil diligências policiais, instauradas quase 37 mil inquéritos e 349 apoios foram prestados a oficiais de justiça para intimação de medidas protetivas de urgência. Os dados foram compilados pela Secretaria de Operações Integradas (Seopi) do ministério.

“No resultado de todas as operações, o protagonismo é todo das forças de segurança”, disse Bráulio do Carmo, secretário adjunto da Seopi. “Nosso papel foi integrar e levar ferramentas”, explicou.

A Operação Maria da Penha contou com a parceria do Ministério da Mulher, Família e Direitos Humanos; das Secretarias de Segurança Pública dos Estados e do Distrito Federal; do Conselho Nacional dos Comandantes-Gerais das Polícias Militares do Brasil (CNCG); do Conselho Nacional de Chefes de Polícia Civil (CONCPC); do Conselho Nacional de Justiça (CNJ); e do Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP).


Um veículo modelo Fiorino pegou fogo por volta das 18h desta quinta-feira (23), na Avenida Juracy Magalhães, em Santo Antônio de Jesus. Segundo informações de testemunhas no local, o motorista conhecido como Renilson estava transportando combustível no baú do veículo, quando o principio de incêndio começou e se alastrou por todo o carro.


Após denúncias anônimas, um homem foi preso em flagrante na manhã desta quinta-feira (23), na cidade de Jaguarari. De acordo com o Conselho Regional de Odontologia da Bahia (CRO-BA), e com a Polícia Militar, o homem identificado por Abimael Pereira de Matos, exercia ilegalmente a profissão de cirurgião-dentista.


A Delegacia Especializada de Repressão aos Crimes Contra a Criança e o Adolescente (Dercca), deflagrou nesta quinta-feira (23) a Operação Cinderela, que visa coibir a exploração e o trabalho infantil nas ruas de Salvador. Durante as ações, 20 crianças acompanhadas de adultos foram encaminhadas para a unidade especializada. Cinco estavam “emprestadas” para serem submetidas à prática de mendicância.


Uma motocicleta foi tomada de assalto na noite de ontem, 23, na BR-101, em Santo Antônio de Jesus. O proprietário do veículo foi abordado por homens armados que anunciaram o assalto e em seguida fugiram do local. Qualquer informação que leve ao paradeiro do veículo modelo Honda CG 160 vermelha, de placa RDB-7E82, entre em contato com a PM (190) ou para a Delegacia de Polícia mais próxima.


Um homem de 44 anos foi preso por ser suspeito de matar um jardineiro em Registro, no interior de São Paulo. Segundo a Delegacia de Investigações Gerais (DIG), o crime ocorreu por ciúmes de uma mulher. Ela é ex-amante do autor do crime e se relacionava atualmente com o jardineiro, além de ser casada. Após ser preso, o suspeito confessou que cometeu o crime.

O crime contra o jardineiro aconteceu dia 2 de setembro, por volta de 7h20, na Rua Vinte e Dois, no bairro Jardim Paulistano. Naquela ocasião, o jardineiro foi atingido por disparos de arma de fogo na porta de casa, quando saía para trabalhar. Ele morreu no local.

A equipe da DIG de Registro conseguiu identificar o suspeito e expediu um mandado de prisão temporária, além de busca e apreensão domiciliar. Após o pedido ser deferido pelo juiz, os policiais civis compareceram à residência do suspeito e conseguiram prender o homem.

Segundo o delegado responsável pela DIG, Marcelo Freitas, no dia 1º de agosto, cerca de um mês antes do homicídio, o jardineiro foi roubado. Os policiais também identificaram que, antes desse crime, por meio de uma rede social, ele havia conhecido uma mulher que se apresentava como “Jessica”, sem saber que se tratava na verdade de um perfil fake.

De acordo com Freitas, por trás desse perfil estava o ex-amante dela e autor do homicídio. Ele recebeu a notícia que o jardineiro era o atual amante da mulher com quem ele também já se relacionou. A mulher também é casada com um outro homem. O suspeito não estava mais se relacionando com ela desde janeiro deste ano, e teria ficado com ciúmes do atual amante dela.


Com o intuito de localizar veículos irregulares e combater crimes contra o patrimônio a Delegacia de Repressão a Furtos e Roubos de Veículos (DRFRV) realizou na quarta-feira (22), a Operação Ferry Boat, os veículos que saíram da embarcação foram revistados.

“É uma ação de rotina. Vistoriamos mais de 70 carros e motos no intuito de identificar possíveis irregularidades. Pretendemos realizar essa operação com mais frequência”, explicou o titular da DRFRV, delegado Marcelo Tannus.

Ainda segundo o delegado, os policias foram elogiados pela operação. “Os funcionários da empresa deram todo apoio para que a ação acontecesse, bem como a população, que se sentiu mais segura com nossa presença no local”, finalizou.

Fonte: Natalia Verena


Quatro homens foram presos após tentar matar um morador em Capim Grosso, na Bacia do Jacuípe. A ação ocorreu nesta quarta-feira (22) após a vítima procurar a polícia. O morador relatou que dois homens encapuzados a bordo de um carro modelo Spin atiraram contra o veículo em que ele dirigia.

Depois disso, denúncias anônimas apontaram um veículo com as mesmas características, trafegando em alta velocidade. “Durante as buscas, a guarnição do Pelotão de Emprego Tático Operacional (Peto) foi informada por populares que os criminosos realizaram a troca de veículos, após furo do pneu. A dupla pediu apoio para um casal que pertence à mesma facção, no bairro de Sariema. Minutos depois, o quarteto foi surpreendido pelos militares, na mesma localidade”, disse o comandante da 91ª CIPM, major Berenilson Maia.

Na abordagem aos quatro, os dois que estavam no carro e o casal comparsa, os policiais encontraram uma pistola calibre 380, carregador, uma espingarda artesanal, munições, porções de cocaína e maconha.

Ainda havia duas balaclavas, quatro celulares, uma balança, um par de luvas, embalagens, dois relógios, uma corrente tipo pulseira, R$ 140,00 em espécie e documentos pessoais. O grupo e o material foram levados para a delegacia de Jacobina, no Piemonte da Diamantina. (Bahia Notícias)