IMG-20150916-WA0105

A Polícia Militar da cidade de Gandu recuperou na madrugada de terça-feira (15/09), um veículo com placa policial de Santo Antônio de Jesus, cujo proprietário reside em São Miguel das Matas. O veículo Fiat Strada Working, cor vermelha, placa PJE-4969, foi encontrado com um indivíduo identificado por Pedro Tiago Pereira Damasceno, vulgo Pipoca. De acordo com informações passadas pela PM ao Portal Tribuna do Recôncavo, uma guarnição da 60ª CIPM abordou Tiago e um outro elemento, que estavam com o veículo acima citado em atitude suspeita no Posto Corujão em Gandu.

Ao chegar na delegacia foi confirmado que o carro era produto de roubo e estava com as placas clonadas. O elemento de identidade não revelada foi liberado, já que Pedro, vulgo pipoca assumiu a responsabilidade do veículo. Pedro que já tem passagem pela polícia ficou preso a disposição da justiça. O veículo Fiat Strada pertence a Hélio de Souza Freire, residente na Fazenda Bom Sossego em São Miguel das Matas. O mesmo deve entrar em contato com o telefone (73) 3254-3041. (Tribuna do Recôncavo | Fotos: PM).

 

IMG-20150916-WA0080

 


cigarros-PRF1-840x400

Policiais rodoviários apreenderam uma grande quantidade de cigarros irregulares de origem estrangeira, nesta última segunda-feira (14/9). O flagrante ocorreu no KM 544 da BR 116, trecho do município de Milagres. Durante abordagem a um caminhão, os policiais verificaram que a Carteira Nacional de Habilitação (CNH) apresentada pelo condutor apresentava indícios de falsificação, fato confirmado após consulta ao banco de dados. Questionado pelos policiais sobre o que transportava, o condutor informou que levava mudança. Com isso, foi feita a averiguação no compartimento de carga, onde foram encontrados, escondidos atrás de móveis de mudanças, 340.900 maços de cigarros, totalizando mais de 6 milhões de unidades do produto de origem paraguaia. A ocorrência foi encaminhada para a polícia judiciária local. ( Infosaj).


77711

Dois ciganos foram mortos a tiros dentro de uma oficina mecânica na cidade de Gandú, a 340 km de Salvador, na manhã desta terça-feira (15). As vítimas são sogro e genro, que não tiveram as identidades divulgadas. Segundo informações da delegacia da cidade, o crime ocorreu por volta das 9h30, na Rua Dois de Julho, no bairro Dois de Julho. Na oficina também funciona uma loja de peças. A polícia ainda não tem informações sobre autoria e motivação do duplo homicídio. Segundo informação a delegacia, os ciganos residiam na cidade de Wenceslau Guimarães, no sul da Bahia. (Infosaj)

 


Na noite desta segunda feira (14), mais um assalto ocorreu na cidade de Elísio Medrado. Desta vez o local assaltado foi uma sorveteria que fica no centro da cidade.
Segundo informações das vítimas e alguns familiares, dois homens armados em uma moto chegaram no local e anunciaram o assalto, levando da proprietária da sorveteria uma certa quantia em dinheiro, mercadorias, notbook, celular e de uma outra vítima que estava no local um celular e uma aliança. Após o assalto, os meliantes fugiram com destino ao Entrocamento de Elísio Medrado e foram perseguidos por algumas pessoas que presenciaram o assalto. Durante a perseguição, os meliantes ainda tentaram alvejá-los com vários disparos, mas não tiveram êxito quando resolveram parar e deixar a moto na Rodovia BA 026 nas proximidades de Acaju. Revoltados com o ocorrido e com a onda de assaltos que vem ocorrendo na cidade as pessoas que perseguiam os assaltantes trouxeram a moto para a frente da CIPM de Elísio Medrado e atearam fogo como forma de protesto. Várias pessoas assistiram ao ocorrido e pediam mais segurança para a cidade.
 A Polícia Militar está investigando o caso para saber se a moto é proveniente de roubo, visto que estava com placa de Amargosa somente com as letras e com a numeração retirada. A motocicleta foi retirada da rua pelos policiais e será encaminhada para investigação. (iNFOSAJ)

BOPECRAVOLANDIA

Uma equipe do Batalhão de Operações Policiais Especiais – BOPE esteve em Cravolândia, na tarde deste domingo (13/9) e desativou, por volta das 16h os artefatos que teriam sido deixados por bandidos no posto de auto-atendimento do Bradesco durante ação frustrada de explosão ao caixa eletrônico da instituição financeira, que fica na Praça Lomanto Júnior, Centro de Cravolândia. Conforme publicado em nota anterior, pelo Blog Marcos Frahm, a Polícia Militar teria isolado a área no entorno do posto, desde a madrugada, quando policiais da Companhia de Ações Especiais do Litoral frustraram a ação dos marginais, que conseguiram evadir por uma estrada vicinal que dar acesso a área rural do município, por volta das 2h30 após troca de tiros com a polícia. Ninguém ficou ferido na ação. Moradores acordaram assustados com os estampidos da troca de tiros entre bandidos e policiais.

Policiais especiais chegaram a Cravolândia
Policiais recolhem câmeras da agência dos Correios

Ainda de acordo com informações, na fuga, os criminosos, que estavam a bordo de um veículo de placa não anotada, deixam uma barra de ferro, que foi utilizada numa tentativa de arrombamento a agência dos Correios, localizada a cerca de 100 metros do Bradesco, além de munições de armamento pesado. Nos Correios, a equipe recolheu hoje câmeras do sistema de monitoramento do estabelecimento. Rondas são realizadas na região, mas ninguém foi preso até o fechamento desta matéria. (BMF)


DSCF8641

O ex-jogador da seleção brasileira Edilson da Silva Ferreira, conhecido como Edilson Capetinha, teve o nome vinculado ao esquema de fraudes no pagamento de prêmios de loterias da Caixa Econômica Federal (CEF), após ter sido flagrado em escutas

O ex-jogador da seleção brasileira Edilson da Silva Ferreira, conhecido como Edilson Capetinha, teve o nome vinculado ao esquema de fraudes no pagamento de prêmios de loterias da Caixa Econômica Federal (CEF), após ter sido flagrado em escutas telefônicas com membros da organização criminosa. As informações são do procurador da República Hélio Telho Corrêa Filho, do Ministério Público Federal em Goiás (MPF-GO). O ex-jogador nega envolvimento no crime.

De acordo com o procurador, por meio da assessoria, o telefone do jogador foi grampeado pela Polícia Federal, após a autorização da Justiça. Por conta do conteúdo das escutas, que ainda não foi revelado, o Ministério Público Federal (MPF) chegou a solicitar a prisão do ex-jogador. O pedido, entretanto, foi negado pela Justiça Federal.

O advogado de Edilson, Thiago Phileto, afirmou ao G1 que a recusa do pedido de prisão é uma evidência de que não há provas de vinculações fraudulentas do ex-jogador com os suspeitos de envolvimento nas fraudes. “Eu não tenho dúvida de que essa situação vai se esclarecer. As provas que a polícia tentou vincular a Edilson são muito fragéis. Justamente por isso, o juiz não determinou a prisão”, afirma.

O advogado ressaltou que a polícia pode, de fato, ter encontrado nas escutas telefônicas algum contato do ex-jogador com um dos presos na operação, de prenome Eduardo. “Ligação telefônica pode ter. [Eduardo] procurou por ele [Edílson] propondo assessoria jurídica e de imagem.

É um caça-artistas”, disse Phileto, ao destacar que o contato foi profissional e não relacionado às fraudes denunciadas.O advogado contou que Edílson não chegou a se apresentar na Polícia Federal na sexta-feira (11), como foi anunciado. A previsão dele é de que o ex-jogador se apresente entre segunda-feira (14) e quarta (16). O carro apreendido também segue com a Polícia Federal. Apesar das denúncias, Phileto disse Edilson está sereno e consciente da inocência. “Ele está mais precavido como nunca, buscando valorizar mais os amigos”, diz. (G1)

 


Laje

Uma família viveu momentos de pânico na tarde desta quarta-feira (09/09), no Cruzeiro de Laje no Vale do Jiquiriçá. Segundo informações, dois elementos ainda não identificados invadiram a residência e encontraram um casal de idosos, uma criança de 2 anos e uma adolescente. Ainda de acordo com informações passadas pela policia, os elementos estavam armados e agiram com violência. Durante a ação criminosa, os suspeitos mantinham uma arma apontada para a cabeça da criança de dois anos a fim de intimidar as vítimas. “O tempo todo eles diziam que atirariam na cabeça do bebê se não disséssemos onde estava o dinheiro. Foi aterrorizante”, disse uma das vítimas. O caso está sendo investigado pela Delegacia da cidade de Laje.  A quantia levada pelo bando não foi divulgada. (Ascom PC)


20150710_121923
O agricultor Dalmo de Araujo Santos, de 58 anos, que foi encontrado morto no município de Presidente Tancredo Neves/BA, ainda não foi desvendado pela Polícia. Segundo consta, o agricultor estava dormindo em sua casa situada na região da Várzea, no município de Valença/BA, quando cerca de três elementos chegaram em um veículo até o presente momento não identificado e bateram na porta da vítima dizendo que eram policiais e quando o mesmo, que estava dormindo abriu a porta, um dos "supostos" policiais adentrou na residencia da vítima e disse que queria uma arma de fogo que ele possuía e como não encontrou a arma, levou a vitima algemada e ainda disse para a esposa da vítima que ligasse para a Delegacia da cidade de Valença que ela iria saber o paradeiro do seu marido. Dalmo saiu tão inocente a ponto de chamar sua esposa para ir com ele e logo o falso policial bateu a porta da sua casa, impedindo que a sua esposa visse algo.
O fato ocorreu por volta das 21:00h e quando foi por volta das 04:00h da madrugada familiares da vitima encontraram o corpo da mesma jogado em uma estrada vicinal que dá acesso a Coopatan, cerca de 400 metros da BR 101, no município de Presidente Tancredo Neves com cerca de noves perfurações de arma de fogo. Qualquer informação a fim de ajudar a Policia a elucidar o fato, poderá ser feita através dos telefones da Delegacia de Valença (75-3641-8750) ou (73-3540-1065), da Delegacia de Presidente Tancredo Neves que as informações serão totalmente sigilosas. 
População! Ajuda a desvendar este mistério. É um apelo de uma família que sofre e busca por justiça. Dalmo era um homem trabalhador, sempre viveu no campo, e se foi de uma maneira cruel.

PresoBandido

O indivíduo que invadiu um estabelecimento comercial no Centro de Ubaíra, na manhã desta sexta-feira (28/8), teve a imagem divulgada depois de se entregar a polícia. Oriundo de Mutuípe, cidade há 20 km de Ubaíra, o autor teria invadido um depósito de compra e venda de cacau, na Praça Fernandes Barreto, por volta das 09h, fazendo um funcionário do estabelecimento como refém, que chegou a ficar em poder do bandido por cerca de 40 minutos, e não por mais de 01 hora como o blog noticiou anteriormente. Além do indivíduo preso, outro suspeito teria participado da ação criminosa, mas o segundo fugiu pelos fundos do depósito. A dupla teria chegado à cidade a bordo de uma motocicleta. A manhã de hoje foi de clima tenso no Centro de Ubaíra. Lojas chegaram a fechar as portas, mas de acordo com informações, o funcionamento do comércio já foi restabelecido. Ninguém ficou ferido na ação. – (Blog Marcos Frahm)


71599e93754e53d9667e64107ace952f

Mais uma vez a população de Ubaíra no Vale do Jiquiriçá ficou refém dos criminosos, de acordo com informações que chegam a redação do Mídia Bahia, um comerciante identificado com “Tonhe de Nery” foi assaltado e duas pessoas foram feitas reféns, o comercio foi fechado. A policia Militar formou um grande cerco na cidade para prender os assaltantes, aguardem novas informações. Outra informação é de que o governador Rui Costa exonera a delegada Dra. Aline e nomeia a Dra. Ivia Vidal para assumir a delegacia de Ubaíra.
Confira o Vídeo: 


rtemagicc_nazare_faccao.jpg
Vizinhos do manguezal localizado nos fundos da Rua Katiara, em Nazaré, no Recôncavo, costuma ouvir mais que ruídos noturnos da fauna nativa da área lamacenta. O local é conhecido como tribunal do júri da facção fundada por Adílson Souza Lima, o Roceirinho, antigo morador da região e que hoje está no presídio federal de Campo Grande (MS). O nome da via de paralelepípedos cercada de casas com  tijolos à mostra, enladeirada e cercada por morros, batiza o grupo criminoso liderado por ele, que utiliza o mangue como sala de torturas. 
 
Moradores relataram ao Portal que, a prática já foi mais frequente, mas  mesmo assim não é raro,  à noite,  ouvirem, vindos do mangue, gritos e gemidos de vítimas da facção sendo espancadas. Depois, elas são deixadas amarradas, por dias, com os ferimentos  expostos a insetos e caranguejos. “É horrível. A gente sofre com as pessoas pedindo socorro, gritando pela mãe, mas quem vai lá ajudar?”, perguntou uma mulher que mora perto do mangue e, por medo, pede para não ser identificada.  
 
Para a foz do Rio Jaguaripe, entre os bairros Apaga Fogo e  Muritiba, são levados devedores e quem desobedece as regras da facção. “Os que devem muito, sequer têm segunda chance. Morte na hora”, disse outro morador. Mas não só eles. Comandante da 3ª Companhia Independe de PM de Nazaré, capitão Maurício Costa contou que integrantes da própria Katiara já foram amarrados no mangue como punição. O grupo apareceu em um vídeo na internet exibindo armas e provocando rivais. “O chefe deles mandou amarrá-los como castigo. Já encontramos um tronco com corda”, disse.
 
Os relatos foram feitos um dia após as polícias Civil e Militar realizar uma operação no local, em cumprimento a dez mandados de prisão e apreensão (ver ao lado). A reportagem esteve, na última quarta-feira, na rua, no bairro Muritiba. Apesar da grande presença policial, poucas pessoas quiseram falar com a reportagem, mas confirmaram a sequência  de horrores no mangue. 
 
O tribunal
Depois de julgadas por uma comissão, formada pelo gerente da boca e comparsas, as vítimas são agredidas e amarradas. No caso de dívida de droga, aguarda-se o pagamento do montante devido pela família. “A intenção deles é fazer com que os parentes quitassem as dívidas. Já teve gente que ficou 15 dias amarrada. Muitos morreram e os corpos foram despejados no mangue”, relatou um jovem.
 
“A outra forma de tortura é amarrar uma corda nas pernas e arrastar as pessoas na rua e, depois, jogar o corpo na casa das famílias”, relatou outro morador, que em seguida, estendeu o braço, apontando para um morro que cerca a rua. “Lá em cima é o ponto de observação deles. Dali, ficam de olho na presença da polícia e de quem vem de fora”, indicou. 
 
Segundo uma moradora, o problema do tráfico de drogas é antigo na localidade, mas de dez anos para cá, a situação piorou. “A droga sempre existiu. As pessoas conviviam bem com isso. A maioria das famílias vivia do manguezal e eram poucos aqueles que consumiam essa porcaria (droga). Mas, de 10 anos pra cá, os jovens aqui só andam armados”. 
 
Domínio
 
O começo do domínio de Roceirinho veio, justamente, com a aquisição de armas como fuzis e metralhadoras, há cerca de 10 anos. Entre as práticas relatadas por um PM, para que o traficante ampliasse sua área de atuação, estava o investimento na distribuição das drogas na região. “Ele pagava R$ 150 por semana a um vapor (quem transporta a droga)”, comentou um policial que participou da operação.
 
Com a conquista de Nazaré, não foi difícil estender os domínios para regiões vizinhas, como Santo Antônio de Jesus, Maragogipe, Salinas da Margarida, Vera Cruz e Santo Amaro. Em Salvador, Roceirinho domina pontos nos bairros de Valéria, Águas Claras e Lobato. 
 
Outro lado
Apesar dos relatos das crueldades da Katiara em Nazaré, o delegado da cidade, Marcos Maia, disse que só há dois registros recentes que ele tem conhecimento. Em 19 de abril, o corpo de João Paulo Sampaio dos Santos, 26, foi encontrado dentro do manguezal, no bairro de Apaga Fogo, vizinho à Rua Katiara. 
 
A vítima estava nua e foi resgatada por policiais, que usaram barcos, e contaram com a ajuda de moradores e pescadores.  João Paulo morava no bairro de Castelo Branco, em Salvador, e estava na casa de parentes. 
 
“Ele andava perambulando pela cidade”, disse o delegado. A vítima morreu de traumatismo craniano. “Provavelmente, golpes de madeira, mas não temos autoria”, explicou.  
 
O segundo caso foi há dois anos. “Uma mulher foi espancada e ameaçada de morte após uma desavença com um integrante da quadrilha. Ela registrou queixa e abandonou a Rua Katiara”, disse Maia. “O restante que se atribui ao bando, outras torturas e mortes, acredito que seja especulação, pois estou há um ano na delegacia e não há mais registro disso”.
 
No entanto, em 24 de novembro de 2014, moradores de Caboto encontraram amarrados os corpos dos irmãos Edvan Santos da Cruz, 25, e José Carlos Santos da Cruz, 27, com marcas de tiro e deformações no rosto. À época, a população informou ter visto um grupo armado cercando a casa dos irmãos, gritando “Katiara!”. (Infosaj)
 
 
 

 


camioneiro2

Um caminhoneiro identificado como Derli Farias Barcellos, 57 anos, foi encontrado morto na manhã deste sábado (22/8) ao lado da carreta que ele conduzia, no estacionamento do Posto de Combustíveis Paraná, na margem da Rodovia Santos Dumont-BR-116, trecho do Entroncamento de Jaguaquara, no Sudoeste baiano. De acordo com informações preliminares colhidas pelo Blog Marcos Frahm, a Polícia Militar teria sido acionada por volta das 06h, por populares, quando chegou ao local encontrou Derli caído ao lado da carreta de placa EFW-4833 de São Paulo. O corpo não apresentava marcas de violência e a polícia suspeita que o motorista tenha sofrido infarto enquanto descansava.

Corpo do motorista foi encaminhado ao IML de Jequié
Corpo do motorista foi encaminhado ao IML de Jequié

Uma equipe do Departamento de Polícia Técnica de Jequié também esteve no local, para realização do levantamento cadavérico, tendo providenciado o encaminhamento do corpo para os procedimentos normais no Instituto Médico Legal de Jequié. Um laudo preliminar que irá apontar a causa morte deverá estar disponível na segunda-feira (25/8), em face a falta de médico legista no IML local. O cadáver ainda deverá ser levado para necropsia no Instituto Médico de Vitória da Conquista. (BMF)