Na manhã desta quinta-feira (19), dezenas de guarnições do 14º BPM (Batalhão de Polícia Militar) de Santo Antônio de Jesus realizaram uma operação com muitas viaturas e homens na Praça Padre Mateus, Centro do município, em prol da segurança pública, mesmo ainda com o surto de coronavírus. A PM deseja é principalmente alertar e conscientizar a população para que evite às aglomerações e mostrar que a cidade não vai estar desguarnecida.

O comandante Sá Pacheco afirmou que essa operação é para mostrar à população que mesmo diante de um surto viral, as guarnições estão trabalhando para garantir a segurança de todos, “é mais uma operação, não é nada demais. Estamos com um esforço maior, mais guarnições e mais homens para mostrar à população que estamos trabalhando contra a questão da pandemia de coronavírus. Estamos nas ruas, precisamos que a população se sinta segura e saiba que a Polícia Militar está policiando contra aqueles que tentam descumprir a lei. Estamos tomando as medidas necessárias para evitar contaminações, mas não quer dizer que a cidade está desguarnecida. O esforço é para mostrar que mesmo em um momento delicado, a Polícia Militar está fazendo nossa parte”, disse.

O comandante ainda falou sobre a prevenção da contaminação do coronavírus em suas tropas, “estamos com diversas recomendações para cumprir, vinda do alto escalão. Principalmente inicia com o cuidado pessoal, todos higienizados, todos com álcool em gel, luvas, algumas máscaras. Depois disso, temos que evitar o movimento em locais com muita concentração de pessoas, evitando as festas e grandes aglomerações”, declarou. (Voz da Bahia)


Imagem Ilustrativa

Uma mulher e uma criança foram atropeladas por uma Sprinter no fim da tarde desta terça-feira (17) em Santo Antônio de Jesus. O acidente aconteceu na BR-101 Km 262 próximo a um posto de gasolina. Os feridos foram socorridos pela equipe do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU). De acordo com informações de pessoas que estavam no local, o condutor do transporte teria fugido sem prestar os primeiros socorros. Não há informações sobre o estado de saúde das vítimas. O caso será investigado pela Polícia Rodoviária Federal. Voz da Bahia


Foto: Pixabay

Em entrevista ao Voz da Bahia, a delegada titular do Núcleo de Atendimento à Mulher da 4ª Coorpin em Santo Antônio de Jesus, Dr. Patrícia Jacques, contou sobre os casos de abuso sexual no município, especificamente uma ocorrência que aconteceu nesta última semana, onde um homem foi preso acusado de estupro de vulnerável.

Durante a entrevista, Dr. Patrícia apresentou dados de ocorrência de estupro desde 2018 em Santo Antônio de Jesus, o que alarma a população devido ao crescimento de casos. Além disto, a delegada comentou sobre a Lei Maria da Penha, “em 2018 nós tivemos 10 crimes de estupro em Santo Antônio de Jesus, e em 2019 partiu para 16. O Núcleo de Atendimento a Mulher da cidade trata a mulher como gênero, a Lei Maria da Penha também, garantindo a proteção desde o bebê até idosa, sendo mulher será protegida. Nestes últimos dias estou ficando muito preocupada com os casos de estupro de vulneráveis, que são crimes contra crianças e adolescentes. Tenho focado muito no combate deste crime, porque são casos que deixa qualquer ser humano perplexo”, declarou.


Na noite desta quarta-feira(11), policiais do Motocentro trocou tiros com quatro homens a bordo de um veículo preto no bairro do Cajueiro em Santo Antônio de Jesus. A polícia informou a nossa equipe de redação que após a ação, os suspeitos dispensaram uma arma e abandonaram o veículo empreendendo fuga. Até o fechamento dessa matéria não houve prisões. A PM disse ainda que continua no encalce dos envolvidos. Não houve feridos. (Voz da Bahia)


Resultado de imagem para Maju coutinho

Foto: Reprodução/Conjur

O juiz Eduardo Pereira Santos Júnior, da 5ª Vara Criminal da Capital Paulista, condenou, ontem (09), dois homens pelos crimes de racismo e injúria racial contra a jornalista Maju Coutinho.

Tribunal de Justiça de São Paulo entendeu que Erico Monteiro dos Santos e Rogério Wagner Castor Sales criaram perfis falsos na internet para ofender a apresentadora de forma sistêmica. Segundo o inquérito, os réus combinavam datas e horários, e, com a ajuda de profissionais de informática, proferiam injúrias através de pseudônimos. “Utilizando perfis falsos nas redes sociais, os réus acessaram a página da emissora e proferiram injúrias contra a vítima, referindo-se a sua raça e cor”, afirmou o magistrado na decisão.


Nesta terça-feira (10/3), a 4º Vara Criminal do Rio, decidiu que Ronnie Lessa e Élcio de Queiroz, suspeitos de executarem a vereadora Marielle Franco e o motorista Anderson Gomes, deverão ir à júri popular. O crime ocorreu em março de 2018, na capital carioca. De acordo com o juíz da 4º Vara, Gustavo Gomes Kalil, há indícios suficientes contra os réus. O júri é formado por pessoas comuns que irão votar pela absolvição ou condenação dos suspeitos. A data do julgamento, no entanto, ainda não foi marcada. A Delegacia de Homicídios da Capital e o Ministério Público continuam investigando a motivação do crime e o mandante. Os dois ex-PMs estão presos desde o ano passado no Presídio Federal de Porto Velho, em Rondônia, e deve permanecer na unidade fora do Rio. Fonte: AratuOn


Imagem Ilustrativa

Uma Operação Policial, comandada pela CIPE Central, na manhã desta terça-feira (10), resultou num baleado na localidade da Cajá, em Mutuípe. De acordo com populares a vítima identificada como Vítor foi a óbito, a polícia ainda não confirmou os detalhes da operação.  Segundo a polícia o baleado tinha envolvimento com o tráfico de drogas. Mídia Bahia


Foto: Reprodução / SAJ

Um caminhão carregado de cerveja foi assaltado na Rua Wellington Figueiredo no bairro São Benedito em Santo Antônio de Jesus na tarde desta terça-feira (10). Segundo informações da polícia a nossa equipe de redação, dois homens armados a bordo de uma motocicleta renderam o motorista do veículo e levaram uma quantia em dinheiro que estava com ele. Não não há informações sobre feridos e o valor da quantia que foi subtraída. (Voz da Bahia)


Resultado de imagem para Suzy

Foto: Reprodução

A advogada Bruna Castro utilizou o Instagram na tarde desta segunda-feira (9) para compartilhar uma carta escrita por Suzy de Oliveira, a trans que teve seu caso como destaque no País após ter sua história na prisão revelada pelo médico Dráuzio Varella, em matéria exibida no Fantástico. No texto, ela conta que errou, mas nunca tentou parecer inocente. O caso ganhou ainda mais repercussão após o site ‘O Antagonista’ revelar nesse domingo (8) que o processo contra a presidiaria e a Secretaria da Administração Penitenciária foi iniciado após Rafael Tadeu de Oliveira dos Santos, nome de batismo de Suzy, estuprar e estrangular Fábio dos Santos Lemos, de 9 anos, em maio de 2010.


 Foto reprodução rede social

Uma operação policial, comandada pela CIPE Central, na manhã desta terça-feira (10), resultou num baleado na localidade da Cajá, em Mutuípe. De acordo com populares a vítima identificada como Vítor foi a óbito, a polícia ainda não confirmou os detalhes da operação. Segundo a polícia o baleado tinha envolvimento com o tráfico de drogas. EM ATUALIZAÇÃO.   

(Mídia Bahia)


O homicídio registrado na última sexta feira (06) na feira-livre onde um menor foi assassinado a tiros, vem sendo investigado pela delegada responsável pelo Núcleo de Proteção a Mulher, Dra. Patrícia Jaques que estava como substituta no dia do crime. Segundo a delegada, a suspeita é de que o crime teria sido motivado por vingança, “os policiais da delegacia começaram as investigações e há suspeita de que o menor vítima de homicídio teria tentado contra a vida do autor do crime uma semana antes e aí seria uma motivação por vingança”, informou.


Foto: Reprodução / Ubaíra-BA

Um caso de suspeita de agressão foi registrado na cidade de Ubaíra, distante 260 Km de Salvador, neste domingo (8), segundo informações obtidas pela imprensa local, o padrasto é o principal suspeito de espancar uma criança de apenas dois anos.

Segundo relatos da mãe, identificada por Rafaela, em áudios compartilhados nas redes sociais, um homem identificado por Diego, teria pedido para a genitora que levasse um motocicleta na zona urbana, e ele (o padrasto), levaria a criança de carro, porém quando ela chegou na cidade, o suspeito ligou para outra pessoa e pediu para falar com a esposa, por telefone ele argumentou que teria sofrido um acidente de trânsito ao bater com uma motocicleta e que a criança teria se ferido.