Foto: Rádio Líder FM

Um baiano da Liberdade, bairro de Salvador, poderá disputar o cargo de presidente da república em 2022, o pré-candidato é o governador Rui Costa, que após muitos rumores, decidiu se manifestar publicamente sobre a possibilidade. Rui Correria como era chamado em 2018, foi reeleito com mais de 75% dos votos válidos da Bahia, e tem níveis de aprovação parecida com os números apresentados nas urnas. Costa convocou a esquerda para uma união e discussão de um projeto de país em oposição a Jair Messias Bolsonaro do PSL. “Mais do que projetarem nomes, os partidos deveriam deixar a vaidade de lado. Se cada um quiser se colocar um degrau acima, não vamos conseguir pensar um projeto de país. Hoje, quero construir com outras lideranças essa alternativa. Mas é óbvio que, se digo que estou disposto a construir algo, então estou disposto a assumir qualquer tarefa. Na medida em que me coloco à disposição, concordo em ser qualquer coisa, inclusive não me candidatar a nada. Quero contribuir porque o povo brasileiro não merece passar por isso que está vivendo”, disse ele.


Durante a inauguração de Maurício Pneus, nesse sábado (10), na cidade de Ubaíra, em entrevista à Equipe de Reportagem da Rádio Líder FM, o presidente do SindVale, Arnaldo, reafirmou seu apoio à Néia, mais uma postulante a conduzir a Prefeitura Municipal da cidade de Mutuípe. Néia é ex-vereadora e, na última eleição, foi candidata a vice-prefeita ao lado de Carlinhos. Atualmente, ela está como funcionária da Assembleia Legislativa da Bahia e informou que está bastante satisfeita com o apoio, não só de Arnaldo, mas também de outras lideranças.

Fonte: Rádio Líder FM/Laje


O plenário da Câmara dos Deputados aprovou na madrugada desta quarta-feira (7), em segundo turno, o texto-base da proposta de reforma da Previdência apresentada pelo governo Jair Bolsonaro.

Foram 370 votos a favor, e 124 contra —o mínimo necessário para a aprovação era de 308 apoios.

O único deputado presente que marcou “abstenção” foi Alexandre Frota (PSL-SP), que chegou a ser o coordenador da bancada do partido na comissão especial. Ele tem se envolvido em disputas internas com correligionários e criticado o governo nas redes sociais.


Foto : Luis Macedo/ Câmara dos Deputados

A discussão sobre a proposta de reforma da Previdência deve ser retomada hoje (06) pela Câmara dos Deputados. A matéria foi aprovada em primeiro turno, em julho, por 379 votos a 131. Agora, os deputados iniciarão a votação da proposta em segundo turno. A Proposta de Emenda à Constituição (PEC) só será aprovada se tiver os votos favoráveis de ao menos três quintos dos parlamentares: 308 dos 513 deputados.

Se aprovada, a reforma seguirá para o Senado.

As sessões desta terça estão marcadas para a partir das 13h. Antes de entrar no mérito da reforma, os deputados deverão, contudo, analisar um pedido de dispensa do intervalo de cinco sessões entre o primeiro e o segundo turno. Até agora, só foram realizadas três sessões. Partidos aliados ao governo pretendem manter o texto aprovado em primeiro turno. Já os deputados de oposição querem apresentar sete destaques para tentar modificar a proposta. M1


O ministro da Justiça, Sergio Moro, afirmou nesta terça (02) que não há perseguição a jornalista e evitou confirmar a informação de que a Polícia Federal estaria investigando as atividades financeiras do jornalista Glenn Greenwald, do The Intercept Brasil. O site O Antagonista noticiou nesta terça que a PF pediu ao Coaf (Conselho de Controle de Atividades Financeiras), vinculado ao Ministério da Fazenda, informações sobre Greenwald. O Intercept tem publicado reportagens sobre mensagens atribuídas a Moro e à força-tarefa da Lava Jato em Curitiba. “A questão da investigação está com a Polícia Federal. Não há qualquer perseguição a jornalista e qualquer questionamento a esse respeito tem que ser feito à PF. Respeitamos a liberdade de imprensa”, disse o ministro, ao ser questionado, em audiência na Câmara dos Deputados, sobre o suposto pedido da PF ao Coaf.


Foto: Câmara dos Deputados

Marcelo Ramos (PL-AM), presidente da comissão especial da reforma da Previdência, convocou uma reunião para hoje (03) com coordenadores das bancadas partidárias no colegiado para definir os próximos passos da tramitação da proposta, um dia depois do relator, deputado Samuel Moreira (PSDB-SP), apresentar seu voto complementar deixando servidores estaduais e municipais de fora do texto. Devido à reunião, não há previsão de sessão na comissão especial. Ramos informou que será a partir do que decidirem os coordenadores que será anunciado o calendário de votações da proposta e ressaltou que, se houver acordo, pode chamar sessão da comissão ainda para esta quarta.


Reprodução: Reuters

O plenário do Senado aprovou nesta terça-feira (18), por 47 votos a 28, o parecer da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) que pede a suspensão dos decretos do presidente Jair Bolsonaro que facilitaram o porte de armas. Com a decisão, o texto seguirá para análise da Câmara dos Deputados. As regras previstas nos decretos continuarão valendo até que a Câmara vote o tema e, eventualmente, aprove a suspensão dos decretos. O direito ao porte é a autorização para transportar a arma fora de casa. É diferente da posse, que só permite manter a arma dentro de casa.


-

Foto: Blog do Anderson

Um homem foi preso, em Vitória da Conquista, depois de apertar a bunda de uma mulher que passava pelo centro da cidade, no início da noite dessa terça-feira (11). A vítima foi assediada pelo suspeito nas imediações do cruzamento das Avenidas Siqueira Campos e João Pessoa. Segundo informações da imprensa local, quando o crime ocorreu, a 77ª Companhia Independente de Polícia Militar (CIPM/Leste) foi acionada e deteve o homem. O suspeito, cuja identidade não foi revelada, foi levado para o Plantão Central da Polícia Civil, no Distrito Integrado de Segurança Pública, e autuado em flagrante por importunação sexual. De acordo com outras informações, ele será encaminhado para o Conjunto Penal do município. (BN)