Dando sequência à rodada de entrevistas com os cabos eleitorais de Deputados em Laje, o Programa Enfoc Geral, da Rádio Líder FM de Laje, recebeu, na manhã dessa sexta-feira (03), o ex-vereador Tany Motos. Tany comentou sua trajetória política no município, falou sobre os Deputados que apoia, Rosemberg Pinto (Deputado Estadual) e Bacelar (Deputado federal), destacando a parceria dos mesmos para que ele consiga, sem mandato, ajudar o povo lajista. O ex-vereador ainda expôs algumas de suas ações na sede e zona rural, respondeu às perguntas dos ouvintes e internautas e agradeceu à todos pelo apoio. Assista!

Prog. Enfoc Geral (03/08)

Posted by Rádio Líder FM de Laje on Friday, August 3, 2018

Fonte: Rádio Líder FM/Laje


Presidente do TSE, Fux afirma em decisão que Lula é inelegível

O presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Luiz Fux, afirmou que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva é inelegível. Em decisão publicada nesta quarta-feira (1º), Fux disse que há “inelegibilidade chapada” (evidente, notória) na eventual candidatura do petista. Em convenção no próximo sábado (4), o PT vai confirmar o nome de Lula como candidato a presidente. A sigla tem até o dia 15 de agosto para registrar a candidatura do ex-presidente na Justiça Eleitoral. Só após esse período é que partidos, coligações e o Ministério Público podem questionar a participação dele na disputa. O TSE tem um rito para julgamento dos registros de candidatura até 17 de setembro, 20 dias antes do primeiro turno da eleição, em 7 de outubro. O entendimento de Fux foi colocado na decisão em que o presidente da Corte Eleitoral rejeitou a ação ingressada por um cidadão, pedindo a decretação “imediata” da inelegibilidade de Lula. Para o presidente do TSE, ele não tinha legitimidade para o pedido. No entanto, ressaltou que o entendimento dele, Fux, a respeito do tema é “público e notório”. (BN)


O vereador de Salvador e cantor, Igor Kannário, e o também cantor Edcity foram confirmados nesta terça-feira (31) como candidatos a deputado nas eleições deste ano pelo PHS. O “Príncipe do Gueto” vai disputar uma cadeira em Brasília, como deputado federal, enquanto Edcity tentará ser deputado estadual, ocupando uma vaga na Assembleia Legislativa da Bahia (AL-BA). Outro aposta do partido para estas eleições é o empresário Iuri Sheik. O “Sheik da Bahia” vai participar da corrida por uma cadeira na AL-BA. A participação dos dois no pleito foi selada na convenção feita pelo PHS, PV e PPS na manhã desta terça. No evento, eles firmaram uma coligação proporcional, com objetivo de eleger deputados federais e estaduais. Além disso, os partidos fecharam a apoio à pré-candidatura de Zé Ronaldo (DEM) ao governo do Estado. (Bahia Noticias)


O Deputado Federal Antônio Imbassahy (PSDB), participou do Programa Enfoc Geral, da Rádio Líder FM/Laje, na manhã dessa terça-feira (31). Ele comentou sobre o atual cenário político da Bahia, falando sobre a pré-candidatura de Zé Ronaldo ao Governo do Estado e sobre a confirmação do Irmão Lázaro como candidato ao Senado Federal na chapa do DEM. Imbassahy ainda destacou sua parceria com o Prefeito de Laje, Klédson Duarte (Binho de Mota), e ressaltou a conquista de 46 unidades habitacionais para o município, através do Programa “Minha casa minha vida Rural”. O Deputado também direcionou para Laje, através de emenda parlamentar, 1 Kit Conselho Tutelar que já foi entregue à população.

Fonte: Rádio Líder FM/Laje


Jutahy Jr. confirma Lázaro como candidato ao Senado após tentar mantê-lo fora de chapa

Pré-candidato ao Senado na chapa de Zé Ronaldo (DEM) e até ontem principal empecilho para a formação da majoritária, o deputado federal Jutahy Magalhães Jr. (PSDB) anunciou nesta segunda-feira (30) ter chegado a um acordo para aceitar o deputado federal Irmão Lázaro (PSC) como candidato a senador na composição. Em entrevista coletiva nesta noite, ele afirmou que sua decisão pela participação do pastor foi motivada pelo receio de que o impasse criasse problemas para a coligação proporcional. “Eu percebi que se nós tivéssemos esse impasse continuado, nós poderíamos criar um problema muito grave para os nossos candidatos a deputado estadual, a deputado federal, que é a base da nossa força de mobilização”, declarou. Ainda segundo ele, seu gesto foi feito para criar “harmonia, fortalecimento e tranquilidade”. “Eu tenho a convicção de que, nesse momento, podemos fazer isso [esse gesto] através da candidatura, o segundo nome em nossa chapa, de Irmão Lázaro”, destacou. O tucano ainda tentou fugir dos rumores de que teria articulado nos bastidores contra Lázaro, por medo de ter menos votos que o companheiro de chapa. “Falei publicamente, de forma sincera, dei minha opinião, nunca escondi minha opinião, mas isso não quer dizer que a gente não construa outro caminho”, ponderou. (VB)


Neste domingo (29), a Guarnição de serviço do Pelotão de Laje, sob comando do Sgt Barreto, realizou no município a Operação “Domingo de Paz”. O objetivo foi prevenir e reprimir crimes diversos, atendendo, principalmente, várias solicitações da população, no que diz respeito a perturbação do sossego (som automotivo e descarga de motocicleta aberta). O trabalho contou com o apoio da Guarda Monitorada de Laje. Após diversas abordagens em veículos e buscas pessoais em diferentes pontos, foi apresentado o seguinte resultado:
46 Veículos (04 rodas) abordados;
21 Motocicletas abordadas;
116 pessoas abordadas;
01 veiculo (04 rodas) retido;
08 Motocicletas retidas;
02 Motocicletas apreendidas;
32 Notificações extraídas.

(FONTE: 2° Pelotão – Laje)


Um grupo de simpatizantes do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva jogou tinta vermelha em uma das entradas do STF (Supremo Tribunal Federal), por volta das 12h30 desta terça-feira (24). Os manifestantes fizeram uma performance em frente à sede do tribunal com gritos de ”Lula livre” e cartazes que simbolizavam a Constituição. Ao final, o grupo arremessou sacos plásticos com tinta vermelha contra o chão da área externa do Salão Branco, por onde os ministros entram para as sessões. Segundo seguranças do tribunal, de 20 a 30 pessoas chegaram em duas vans para a manifestação. Elas deixaram o local antes de serem abordadas. De acordo com um segurança, parte dos manifestantes usava máscaras e narizes de palhaço. A entrada do Salão Branco foi isolada e funcionários do tribunal começaram a realizar a limpeza. Os seguranças disseram que o grupo não fez ameaças físicas. Na última sexta (20), um grupo de simpatizantes de Lula também protestou em frente ao Supremo. Os seguranças suspeitam que sejam as mesmas pessoas. Lula está preso em Curitiba desde o dia 7 de abril, depois de ter sido condenado em segunda instância na Lava Jato por corrupção passiva e lavagem de dinheiro no caso do tríplex de Guarujá. A pena foi fixada em 12 anos e um mês de prisão. O petista nega os crimes e diz ser vítima de perseguição política. (BMF)


Pré-candidatos ao governo definem datas das convenções, mas Zé Ronaldo segue indeciso

O Tribunal Regional Eleitoral da Bahia (TRE-BA) divulgou o calendário do processo eleitoral, nesta segunda-feira (16), definindo a data para a realização das convenções partidárias: 20 de julho a 5 de agosto. Dos quatro pré-candidatos ao governo do estado, melhores colocados nas últimas pesquisas de intenção de voto, apenas o ex-prefeito de Feira de Santana, José Ronaldo (DEM), ainda não definiu data do evento. O primeiro a realizar a convenção é o ex-prefeito de Salvador, João Henrique (PRTB), com evento marcado para 28 de julho. No dia 1º de agosto é a vez de João Santana (MDB). O emedebista vai realizar evento na sede do partido, no bairro Costa Azul, das 9h às 12h. Já no dia 4 de agosto, o governador Rui Costa vai homologar as candidaturas da sua chapa majoritária. O local e o horário não foram definidos ainda. A indefinição de data para a convenção da chapa encabeçada pelo demista alimenta os rumores de que o ex-prefeito de Feira de Santana pode abandonar o barco, a partir das incertezas sobre a composição da chapa majoritária. (BNews)


 PT quer antecipar lançamento de candidatura de Lula por estratégia jurídica

Um grupo do PT defende a antecipação da convenção que vai oficializar a candidatura do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva à Presidência. O evento, marcado para o dia 4 de agosto, deveria acontecer em 28 de julho, na avaliação desta ala. De acordo com a coluna Painel, o objetivo da mudança de data é criar um fato novo que possa embasar recursos para serem apresentados à Justiça. Ainda segundo a publicação, a sigla vai insistir nas ações em que pede que o ex-presidente seja autorizado a dar entrevistas e gravar vídeos de dentro da cadeia. 

Novo recurso
Atualmente, o partido tem preparado um recurso ao Tribunal Federal da 4ª Região (TRF-4) contra a decisão da juíza Carolina Leboos que proibiu o petista de dar entrevistas à imprensa.  Nele, a defesa do ex-presidente vai citar uma manifestação recente do Comitê de Direitos Humanos da Organização das Nações Unidas (ONU), que garante que todo cidadão pode participar dos assuntos públicos do país. (Bahia Notícias)


O juiz da 10ª Vara da Justiça Federal em Brasília, Ricardo Leite, absolveu o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva no processo em que o petista foi acusado do crime de obstrução de Justiça. Segundo o magistrado, as provas não eram suficientes para sustentar a acusação. Esse foi o primeiro caso em que o ex-presidente se tornou réu na Lava Jato. Ainda de acordo com o juiz, a acusação de obstrução de Justiça estava baseada somente em afirmações de delatores. “Assim, o áudio captado não constitui prova válida pra ensejar qualquer decreto condenatório . Há suspeitas também da ocultação de fatos por Bernardo e Cerveró”, afirma Leite. “A instrução, a meu sentir, não possibilitou a reconstrução da realidade fática, o que impede qualquer decreto condenatório”, ressaltou. Também foram absolvidos nesse processo o ex-senador Delcídio do Amaral (sem partido-MS), o ex-chefe de gabinete de Delcídio Diogo Ferreira, o banqueiro André Esteves, o advogado Édson Ribeiro, o pecuarista José Carlos Bumlai e o filho dele, Maurício Bumlai. (M1)


A ministra Laurita Vaz, presidente do STJ (Superior Tribunal de Justiça), negou 143 habeas corpus pedidos em favor do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva que chegaram à corte padronizados. “Essa petição padronizada de habeas corpus foi entregue no protocolo do Superior Tribunal de Justiça, durante o apertado período de plantão da presidência, com outras 142, em meio físico, ocupando vários servidores e movimentando diversos órgãos do tribunal, sobrecarregando a rotina de trabalho, já suficientemente pesada”, escreveu a ministra. Todas as petições, segundo a ministra, tinham o subtítulo “Ato Popular 9 de julho de 2018 – Em defesa das garantias constitucionais”. Laurita destacou que é direito de todo cidadão peticionar à Justiça contra ilegalidades ou abusos de poder, mas fez uma ressalva. “O Poder Judiciário não pode ser utilizado como balcão de reivindicações ou manifestações de natureza política ou ideológico-partidárias. Não é essa sua missão constitucional”, afirmou. Os pedidos de habeas corpus chegaram ao STJ entre segunda (9) e terça (10), após a guerra de decisões no TRF-4 (Tribunal Regional Federal da 4ª Região) em torno da soltura de Lula. O imbróglio foi encerrado com a decisão do presidente do tribunal regional, Thompson Flores, de manter o petista na prisão. A decisão de Laurita foi assinada na terça (10) e divulgada pela assessoria de imprensa do STJ nesta quarta (11). Também na terça a ministra negou um outro habeas corpus a Lula e afirmou, na decisão, que o juiz plantonista do TRF-4 Rogério Favreto não tinha competência (atribuição) para mandar soltar o ex-presidente. Lula está preso em Curitiba desde 7 de abril, após ser condenado em segunda instância a 12 anos e um mês de prisão por corrupção passiva e lavagem de dinheiro no caso do tríplex de Guarujá (SP). (Folhapress/NM)


O juiz Pablo Venício Novais Silva, da 88ª Zona Eleitoral, determinou a cassação do mandato eletivo de três vereadores da cidade de Seabra. A sentença expedida no último dia 9 foi publicada no Diário Oficial da Justiça Eleitoral nesta quarta-feira (11). A ação de impugnação de mandato eletivo foi movida por Vilson Ourives de Souza e Alberto Cláudio Sobral Lima de Souza contra a coligação proporcional Unidos por uma Seabra Melhor nas eleições de 2016. O grupo denunciado era formado por PRB, PDT e PR. O argumento apresentado pelos denunciantes e acolhido pela Justiça Eleitoral aponta que a coligação teve duas candidaturas fictícias de mulheres apenas para preencher a cota de gênero. Com a decisão do juiz eleitoral, perdem os cargos os vereadores Marcos Pires Ferreira Vaz (PDT), Selson José de Souza (PRB) e Lília Carneiro da Silva (PDT). Em sua defesa, a coligação afirmou que obedeceu os regramentos vigentes quanto à cotas de gênero. A Promotoria Eleitoral apresentou parecer opinando pela existência de fraude na formação da coligação. “Mostra-se no caso em tela possível enquadrar o lançamento de candidatura fictícia, com o desiderato único de ludibriar a Justiça Eleitoral no momento do registro (…)”, disse a promotoria. “Ressalta aos olhos o fato da “candidata” Ana Cristina Carneiro da Silva” ser irmã da Candidata eleita Lília Carneiro da Silvas. E tanto ela
quanto Rilma Pondé não demostraram terem feito quaisquer ato de campanha. Soma-se ao fato de não terem produzido qualquer material de campanha, não terem efetuado qualquer despesa para essa finalidade, e de terem, um voto, uma e zero voto a autora, deixa claro e evidente que de fato as mencionadas pessoas nunca concorreram, não foram candidatas”, afirmou o juiz eleitoral em sua sentença. (BOCÃO NEWS)