Foto: Reprodução/Google Imagens

Pesquisadores brasileiros afirmaram na segunda-feira (23), por meio de nota, que o Brasil vive o “início de uma 2ª onda” da Covid-19. A afirmação foi feita baseada em dados da pandemia do coronavírus no país. O grupo é formados por cientistas de diferentes universidades públicas brasileiras.

Segundo o G1, os pesquisadores apontam três fatores para o “aumento explosivo” ou “manutenção da grande circulação do vírus”:

  • falta de “testagem sistemática com rastreamento de casos”

  • falta de uma “política central coordenada, clara e eficaz de enfrentamento da situação”

  • “afrouxamento das medidas de isolamento sem evidências empíricas, sem uma análise cuidadosa por uma painel de especialistas”


(crédito: JOEL SAGET / AFP)

O Instituto Butantan informou, nesta terça-feira (17/11), que a instituição receberá as doses prontas da vacina CoronaVac ainda nesta semana, da China. A matéria-prima para a produção no Brasil deverá chegar até o fim de novembro. Segundo o diretor do Butantan, Dimas Covas, até janeiro estarão disponíveis 46 milhões de doses do imunizante. “Já receberemos vacinas nesta semana. Vamos receber já uma primeira partida de vacinas prontas da China. Também receberemos ainda neste mês um quantitativo inicial de 600 litros de matéria-prima para iniciar a produção aqui no Butantan. Tudo caminha para que rapidamente tenhamos um quantitativo de 46 milhões de doses de vacinas prontas para uso já em janeiro”, afirmou na comissão da Câmara dos Deputados sobre assuntos relacionados à pandemia.


Foto: Reprodução/Redes Sociais

Prefeito eleito na cidade de Itaguaru, no estado de Goiás, Didi Filgueira (PTB) morreu na segunda-feira (16) após complicações causadas pela Covid-19. Didi estava internado em um hospital de Goiânia tratando a doença e teve uma piora no estado de saúde durante o final de semana das eleições. Edilson Filgueira, conhecido como “Didi”, tinha 60 anos e estava internado desde o dia 1º de outubro com sintomas do coronavírus.


Foto: Reprodução / WhatsApp

A mãe do humorista Jotinha, falecido recentemente em decorrência da Covid-19 (veja aqui), se recuperou da doença e teve alta neste domingo (15), em Elísio Medrado, no Vale do Jiquiriçá. Teresinha Cézar, de 88 anos, foi internada no último dia 6 de novembro (veja aqui), um dia após a morte de seu filho. Depois, teve confirmado o seu diagnóstico de contaminação pelo novo coronavírus. Na última sexta-feira (13), a mãe do humorista já apresentava evolução do seu quadro e respirava sem ajuda de ventilação mecânica. Após a alta, Teresinha gravou um vídeo agradecendo a torcida dos baianos pela sua recuperação.


TSE – Tribunal Superior Eleitoral/Urna eletrônica

O Tribunal Regional Eleitoral da Bahia (TRE-BA) divulgou um passo a passo para votar com segurança no dia das eleições, que acontecem durante a pandemia da Covid-19, no próximo domingo (15). Por causa da pandemia, os idosos terão prioridade para votar das 7h às 10h, e o horário de votação foi estendido das 7h até as 17h. Também por questões de segurança não haverá votação por biometria e os eleitores devem levar uma caneta própria para assinar a ficha de votação. Ainda de acordo com o TRE-BA, os eleitores que apresentarem febre ou tenham sido diagnosticados com Covid-19 nos 14 dias anteriores à data da eleição não deverão comparecer à votação e poderão, posteriormente, justificar a ausência.


Reprodução/Agência Brasil

A Secretaria da Saúde do Estado da Bahia (Sesab) confirmou nesta quinta-feira (12), três novos casos da doença de Haff. De acordo com a pasta, todos os pacientes são residentes no município de Camaçari, na Região Metropolitana de Salvador (RMS), e os casos tem relação com o consumo de pescado. A doença de Haff é uma sindrome de rabdomiólise (ruptura de células musculares) sem explicação, e se caracteriza por ocorrência súbita de extrema dor e rigidez muscular, dor torácica, falta de ar, dormência e perda de força em todo o corpo, além da urina cor de café, associada a elevação sérica de da enzima CPK, associada a ingestão de pescados.


Foto: Reprodução/Portal G37

O presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), ministro Luís Roberto Barroso, reafirmou nesta segunda-feira (9) que os eleitores só poderão entrar nas seções eleitorais para votar se estiverem usando máscaras. As eleições municipais serão realizadas no próximo domingo (15) em todo país, exceto no Distrito Federal. Serão eleitos prefeitos, vice-prefeitos e vereadores. Em setembro, o TSE elaborou um protocolo sanitário para garantir que os eleitores possam votar com segurança em meio à pandemia da covid-19.


Foto: Reprodução Rede Social

Mais um boletim foi divulgado sobre o estado de saúde de dona Terezinha, a mãe de Jotinha. A Informação foi compartilhada no story do Instagram oficial do humorista. De acordo com o boletim ela está bem, lúcida, falando, orientada. Fez uma tomografia bem sugestiva para Covid-19 embora o teste do Covid-19 não tenha saído o resultado ainda.


O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), propôs que o Congresso e o governo federal construam, conjuntamente, uma proposta legal estabelecendo restrições a quem se negar a tomar a vacina contra a covid-19 que venha a ser aprovada pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

“Acho que seria bom que os poderes Executivo e Legislativo chegassem a um caminho sobre este tema. Para que ele não fique sem solução e o Poder Judiciário tenha que resolver e, depois, fiquem todos reclamando que o Judiciário o resolveu”, declarou Maia ao participar, nesta segunda-feira (2/11), de uma live realizada pelo jornal Valor.


Foto : Javier Zayas Photography/Getty Images

Após uma disputa política envolvendo o presidente Jair Bolsonaro e o governador de São Paulo, João Dória, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) autorizou nesta quarta-feira (28) a importação de matéria-prima para produção de 40 milhões de doses da CoronaVac, vacina chinesa que deverá ser produzida pelo Instituto Butantan.


Imagem Ilustrativa

O presidente Jair Bolsonaro afirmou na tarde de hoje (28) em rede social que revogou o decreto que autorizava o Ministério da Economia a realizar estudos sobre a privatização de unidades do Sistema Único de Saúde (SUS). A revogação da medida será publicada nas próximas horas, em edição especial do Diário Oficial da União. O presidente criticou as avaliações de que os estudos poderiam resultar em um tipo de privatização do SUS, o que ele nega que pudesse ocorrer.