Foto: Alberto Maraux

O empenho de equipes do 14º Batalhão da Polícia Militar (BPM/Santo Antônio de Jesus) na divulgação do Sistema de Alerta Celular da Secretaria da Segurança Publica (SSP), nos 11 municípios atendidos pela unidade, não para. Panfletos e orientações sobre o sistema iniciaram em Santo Antônio de Jesus, Ubaíra, Mutuípe, Laje e Jiquiriçá.

Motociclistas, motoristas e pedestres que passavam pelo ponto de abordagem educativa montado pela PM receberam instruções dos policiais sobre o passo a passo para a inclusão de smartphones no Sistema, além de serem instruídos pelos PMs do que fazer caso o aparelho seja furtado, roubado ou extraviado.

Policiais do 14º BPM explicam o passo a passo do cadastro no ‘Alerta Celular’ para um motorista em Santo Antônio de Jesus.


A rede social de troca de mensagens instantâneas WhatsApp, que pertence à Meta (antiga Facebook), publicou nesta quinta-feira (5), em seu blog oficial que algumas mudanças anunciadas no mês passado já estão disponíveis na versão atualizada do aplicativo. Entre as novidades, a possibilidade de enviar arquivos de até 2 gigabytes (GB) protegidos por criptografia de ponta a ponta. Anteriormente, apenas arquivos de até 100 megabytes (MB) podiam ser enviados ou recebidos com a ferramenta.


O bullying tem sido tema de debates, principalmente, nas escolas nos últimos anos. De acordo com a pesquisa mais recente do IBGE voltada para saúde escolar, feita em 2019, um a cada três adolescentes de 13 a 17 anos na Bahia já sofreu bullying. Mas, ao contrário do que muita gente pensa, a prática não se resume a humilhações ao vivo, também existe uma variante on-line, o cyberbullying.


O WhatsApp recentemente derrubou um volume considerável de contas de usuários que recorrem ao chamado WhatsApp GB, versão modificada (MOD) e pirata do aplicativo de mensagens. O WhatsApp GB viola os termos de uso do aplicativo original. “Não existe nenhuma outra versão do WhatsApp a não ser a oficial (WhatsApp Messenger ou WhatsApp Business). Os aplicativos não compatíveis são versões modificadas do WhatsApp. Eles foram desenvolvidos por terceiros e violam nossos Termos de Serviço. O WhatsApp não é compatível com esses aplicativos porque não podemos validar as medidas de segurança implementadas por eles”, afirma o WhatsApp.


O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Alexandre de Moraes revogou neste domingo (20), a ordem de bloqueio ao aplicativo Telegram, após o cumprimento de determinações da Corte que estavam pendentes. Sábado (19), ele havia dado prazo de 24 horas para o cumprimento de uma lista de determinações que incluía a indicação de representante oficial do aplicativo no Brasil; o envio de informações sobre providências para combate à desinformação; e o cumprimento integral de decisões que determinaram retirada de conteúdo ou bloqueio de canal.


Barroso / Carlos Alves Moura/STF

Em entrevista para o Globo, o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Luís Roberto Barroso voltou a discutir a possível suspensão do Telegram no País. No início do mês, em entrevista ao Estadão, Barroso chegou a afirmar que não gosta da ideia de banir uma plataforma, contudo, o aplicativo tem ignorado tentativas de diálogo feitas pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE), que busca um trabalho em conjunto no combate à desinformação durante as eleições de 2022.


O Congresso Nacional promulgou, nesta quinta-feira (10), a emenda à Constituição que torna a proteção de dados pessoais, inclusive nos meios digitais, um direito fundamental. A discussão sobre o tema tramitava no Congresso desde 2019. Durante a sessão, o presidente do Congresso, senador Rodrigo Pacheco (PSD-MG), destacou a adaptação da legislação brasileira aos novos tempos, de informações circulando digitalmente em um ritmo muito intenso. “O novo mandamento constitucional reforça a liberdade dos brasileiros, pois ele vem instalar-se em nossa Constituição em socorro da privacidade do cidadão. Os dados, as informações pessoais, pertencem, de direito, ao indivíduo e a mais ninguém”, disse.


O WhatsApp parece estar trabalhando em uma funcionalidade que tornará o app de mensagens um pouco mais parecido à experiência de comunicação do Instagram e do Facebook Messenger. Diz o WABetaInfo que o WhatsApp lançou uma nova versão beta para o app iOS que permite aos utilizadores reagirem com emojis a mensagens individualmente, tanto em conversas reservadas como em grupos.