Clinicamente morto, homem passa 11 horas no céu, tem visão de Jesus e volta à vida

Foto: CBN News

O testemunho de Jim Woodford é um dos mais impressionantes que alguém pode tomar conhecimento quando o assunto é experiência de quase morte, ou, no caso dele, morte literal, já que ele afirma ter passado 11 horas no céu, visto Jesus e retornado à vida. O testemunho de Jim rendeu a publicação de um livro chamado “O céu, uma jornada inesperada: a experiência de um homem com o céu, os anjos e a vida após a morte”, ainda não disponível na língua portuguesa.

Certo dia Jim foi diagnosticado com a síndrome de Guillain-Barré, uma doença autoimune que afeta os nervos e vai minando os movimentos do corpo. Durante anos ele não ligou para às questões espirituais. Apenas a esposa de Jim orava por sua vida.“Deus, por favor, mude o coração dele”, dizia Lorraine em sua pedição. “Faça com que ele conheça Jesus Cristo e faça uma mudança nesse jeito materialista”.

Piloto de avião, o foco de Jim sempre foi o trabalho e dinheiro. “Eu pensei que essa era a minha maneira de mostrar a ela o quanto eu a amava e cuidava de nossa família, fornecendo tudo o que eu podia”, disse ele à CBN News. Isso mudou repentinamente quando ele passou mal durante uma saída de carro. Dentro do veículo, ele sentiu os sintomas de forma súbita.

“De repente percebi que não conseguia respirar. Era como se a cabine do caminhão estivesse cheia de água. Quando estava prestes a dar meu último suspiro, de algum lugar dentro de mim que eu nem sabia que existia, eu gritei: ‘Deus! Me perdoe! Me perdoe!’ ”, lembra.

Morte cerebral

Jim foi encontrado desmaiado no seu carro. Levado para o hospital, foi diagnosticado com morte cerebral.

“O médico disse: ‘Seu marido está gravemente ferido no cérebro. Não há atividade cerebral. Nós estamos o mantendo com aparelhos porque os seus não estão funcionando. Não há como trazer ele de volta’”, lembra a esposa.

A sinopse do livro de Jim disponível na Amazon afirma que enquanto ele “estava deitado na cama do hospital, clinicamente morto por mais de 11 horas, sua consciência foi transportada para as maravilhas do céu e os horrores do inferno.”

De fato, ele contou detalhes do que viu para a rede CBN News:

“Eu vi a criatura mais hedionda que você poderia imaginar”, relata. “O olhar de ódio, para mim e para toda a humanidade. Mas, neste momento, me virei para a luz e desta vez levantei as duas mãos e gritei: ‘Deus, me ajude!’”

Nesse momento, segundo Jim, ele foi socorrido por três anjos e levado para a presença de Jesus Cristo.

“Eu percebi que não estava olhando para ninguém além de Jesus Cristo, o Filho de Deus. Ele olhou para mim com aqueles olhos cor violeta, e tudo o que ouvi foi: ‘Jim, o que você fez com a vida que meu Mestre lhe deu?’”, lembra.

O retorno

Jim estava confuso, mas sabia que estava na presença de Deus e apesar de não ter palavras para se expressar, sentiu o amor e o acolhimento gracioso de Jesus Cristo.

“Eu não tinha resposta… Mas quando olhei nos olhos Dele, Ele sorriu para mim. Ele me conhecia. Vi tanto amor e perdão por mim, por quem não merecia nada. Esse foi o momento que me tornei Dele para sempre. Seja lá o que eu estivesse prestes a me tornar, eu seria dele. Eu o amei e Ele me amou”, conta Jim

O desejo de Jim era de permanecer no céu, um relato geralmente compartilhado por pessoas que também já testemunharam experiências de quase morte. E assim como nos outros casos, Jim teve que voltar para relatar o que viu e transformar a sua vida radicalmente.

“‘Volte e conte a seus irmãos e irmãs sobre as maravilhas que te mostramos’”, ouviu Jim do Senhor. “De repente, estava no quarto frio de um hospital em uma maca, gritando pelo topo dos meus pulmões. Isso assustou algumas das enfermeiras”, contou ele.

Quando a esposa de Jim chegou no quarto da UTI onde ele estava, foi surpreendida ao ouvir dele a seguinte frase: “Lorena, eu vi Jesus”Desde então Jim não mais o mesmo.

Gospel + / Tiago Chagas

Comentários

Deixar uma Resposta