Concurso de Miss Brasil terá 1ª mulher trans como candidata

A modelo já começou a se preparar para a competição, que inicialmente aconteceria no fim de outubro, mas foi adiada para 4 de março de 2021 por conta da pandemia. O concurso será no Iloa Resort, em Alagoas. “Nunca tinha imaginado estar neste lugar até pouco tempo atrás. Era um sonho que parecia tão distante, nunca achei que seria possível realizá-lo. Ainda estou encantada com tudo isso. A ficha de que estarei em um dos maiores concursos de miss do país está caindo aos poucos. Hoje sei que isso é totalmente possível e é um marco histórico para nós, mulheres trans. Me orgulho de ser pioneira no Miss Brasil Mundo”, afirmou.

Em mais de seis décadas, esta será a primeira vez que um concurso de Miss Brasil desenhado inicialmente para mulheres cis – que se identificam com o gênero que lhe foi designado ao nascer -, recebe uma trans. Antes de Rayka, a carioca Náthalie de Oliveira chegou a disputar o título de Miss Rio de Janeiro (versão Universo) no início de 2019, mas não se classificou para a etapa nacional. (Metro1)


Comentários

Os comentários estão fechados.