Em meio a polêmicas, Senado adia votação de projeto de lei sobre fake news

Foto: Jane de Araújo/Agência Senado

O Senado adiou nesta quinta-feira (25) a apreciação do texto-base do projeto de lei das fake news. O anúncio foi feito pelo presidente da Casa, Davi Alcolumbre (DEM-AP), depois que um grupo de parlamentares pediu mais tempo para analisar o relatório elaborado pelo senador Angelo Coronel (PSD-BA). Ao todo, 16 requerimentos foram protocolados pelos parlamentares pedindo o adiamento da votação. Com isso, marcou-se nova tentativa de votação para a terça-feira (30) da semana que vem. “Com a consciência do que é certo, quero recepcionar o apelo de todos os senadores. Saio convencido que estamos no caminho certo”, disse Alcolumbre.

A votação, que já não era consenso, acabou prejudicada pelo fato de o relator da matéria ter encaminhado seu parecer poucos minutos antes do começo da sessão. Devido ao tema suscitar discussões acaloradas, Alcolumbre permitiu que dez senadores pudessem se manifestar a favor, e outros 10 contrários à matéria. Foram mais de duas horas de debate virtual entre os parlamentares.

O líder do Podemos, senador Álvaro Dias (PR) falou em nome dos que defenderam o adiamento. Na mesma linha de defesa estavam o líder da Rede, Randolfe Rodrigues (AP), o líder do PSL, Major Olímpio (SP) e o líder do governo na Casa, Fernando Bezerra Coelho (MDB-PE). 

Folhpress


Comentários

Deixar uma Resposta