“Em pouco tempo, vai faltar dinheiro para saúde e educação”, diz Guedes

-

Foto : Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil

O ministro da Economia, Paulo Guedes, afirmou nesta terça-feira (04) que os gastos dos estados com pessoal são excessivos e que, se tudo continuar como está, “em muito pouco tempo vai faltar dinheiro para saúde, educação e saneamento”. A reforma da Previdência inclui os estados e municípios, responsáveis por um rombo previdenciário de cerca de R$ 96 bilhões por ano. Apesar disso, uma parte dos deputados defende a retirada deles do projeto. Mas Guedes voltou a defender a reforma como ela está, afirmando que “não é uma reforma que a gente goste de fazer, é que não há alternativa”. (Metro 1)


Comentários

Os comentários estão fechados.