Estudante de direito e servidora municipal envia carta de desabafo ao prefeito Humberto Leite

Carta ao Gestor

Meu nome é Lorena Costa Neves, sou natural de Laje-BA, nascida em 27 de outubro de 1980. Resolvi me apresentar porque não tenho pais empresários, nem tampouco conhecidos, embora tenha uma honra muito grande de ter sido educada por eles. Em 1991 mudei-me pra Santo Antonio de Jesus com meus sonhos de criança, e na época já ouvia muito falar no seu nome. É engraçado lembrar disso porque ainda sei as músicas de campanha e me simpatizei de imediato com a sua figura. Óbvio que não tinha nenhuma maturidade política (e creio que ainda falta um caminho longo para que eu tenha), mas sempre fiz um discurso em sua defesa porque o seu carisma era contagiante….

Me transformando em mulher, acompanhei a sua garra em voltar a disputar as eleições e achava de uma tremenda ousadia essa insistência em administrar a cidade. Com isso, minha admiração cresceu ainda mais. Prestei um concurso público como assistente administrativo e em 2009 fui empossada, ainda na gestão de Euvaldo Almeida Rosa, por quem tenho um respeito muito grande, mas ele não é o motivo de eu estar aqui, tentando humildemente desabafar. Como questionadora que sou (não sei se é um defeito ou qualidade) comecei a ter uma sede de mudanças pra cidade que me acolheu e é nesse exato momento que decidi usar o meu instrumento mais precioso como cidadã, o meu VOTO, e dar uma chance para o homem carismático e guerreiro , conhecido por Humberto Leite, que eu ouvia falar quando por aqui cheguei.

1619579_10204226540051129_512715350154101423_nMeu coração se encheu de esperança…via no olhar dos meus colegas de trabalho o mesmo brilho dos meus vizinhos e muitos amigos, que assim como eu, queriam um futuro melhor. Em 2013, lotada na Sec. De Administração, comecei a observar os novos colegas , ainda perdidos pra desenvolverem seus serviços , e resolvi ir ao seu gabinete, cheia de planos, projetos, sugestões, e nunca consegui uma entrevista. Lembro-me que passei 26 dias úteis seguidos e nunca me deixaram entrar para ter 2 minutos de sua atenção. Um pouco magoada, pedi a transferência para a Secretaria de Agricultura e lá fui ficando a observar.

Hoje, não poderia ir ao seu encontro pq depois da humilhação de nunca ter conseguido uma entrevista, nem tampouco enviar uma carta porque talvez nunca chegasse às suas mãos, resolvi usar a maneira mais rápida que é uma rede social para conseguir (assim eu espero!) Me expressar: Sr. Prefeito, ninguém consegue agradar à todos, mas eu te dei o meu voto. Eu confiei num melhor futuro para o servidor, num plano de carreira, num salário digno, nima estrutura para trabalhar. Chego no meu local de trabalho e n tenho mesa, cadeira, tampouco um computador. Para desenvolver algo preciso pedir aos colegas de uma outra pasta que me cedam a máquina. É difícil sair de casa com ideias e não ter como desenvolvê-las. Ainda mais para alguém ligada no 220 como eu, que não gosta de ficar parada.

Todos os humildes projetos e sugestões que dei nos últimos 3 anos , inclusive inéditos e sem ônus , nunca foram estimulados. Lembro de um que foi entregue desde agosto nas mãos de 2 secretários e nenhum deles me respondeu. Talvez eu n seja paga para pensar, afinal, quem deveria apresentar projetos são os chefes e pode ser muita pretensão da minha parte. Reconheço que muitas coisas boas foram feitas , mas eu acreditei na sua campanha e cerca de 80% do prometido n foi feito. Eu tenho certeza que o sr. Consegue me entender pq é um homem de bem e tem.boas intenções. Mas n consigo acreditar como é que não percebe que muitos dos seus cargos estão aquém da capacidade técnica -profissional ou fora dos lugares mais apropriados.

Preciso tirar o chapéu pra muitos acertos, à exemplo de Nil Lu Correia, Caique Pires Barbosa, Bartolomeu Sampaio, Fabio Santos, Flomário Santos Júnior, dentre outros que conseguem fazer além. Por isso, não deixe a minha esperança morrer…. cuide dos seus efetivos, que tanto merecem uma vida digna. Somos nós as ” formiguinhas” que estamos à serviço de Saj. Nos dê estrutura pra trabalhar; nos ouça e não nos tire a esperança de que seja cumprido para a nossa Cidade tudo o que foi prometido. Estou desanimada, me estimule a ter orgulho de ir trabalhar novamente. Mesmo que não tenha sucesso na próxima eleição, honre o meu voto.

Eu espero, do fundo do coração, que tenha saúde e força para fazer valer a admiração da criança que se tornou uma mulher cheia de sonhos…. Eu ainda acredito que há tempo de melhorar! Obrigada! Que Deus o abençoe!

Carta redigida por Lorena Costa Neves, estudante do curso de Direito da Facemp e servidora municipal concursada, lotada na Secretaria de Agricultura de Santo Antonio de Jesus. (Tribuna do Recôncavo)


Comentários

Os comentários estão fechados.