Estudante picado por naja é preso no DF por suspeita de tráfico de animais

O estudante de medicina veterinária suspeito de fazer parte de um esquema de tráfico de animais, Pedro Henrique Lemkuhl, foi preso temporariamente na manhã de hoje (29), no Distrito Federal. O caso veio à tona após o jovem, de 22 anos, ser picado por uma naja kaouthia no dia 7 deste mês. O animal que atacou ele não é nativo da fauna brasileira e a suspeita é de que ela tenha sido trazida de outro país e com uma licença irregular expedida por uma servidora do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e Recursos Renováveis (Ibama). A funcionária nega participação no esquema. Pedro passou cerca de seis dias internado na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital Maria Auxiliadora, no DF, e chegou a ficar em coma. Ele deve ficar preso por cinco dias. (Metro1)


Comentários

Os comentários estão fechados.