Fábrica amplia produção e gera 800 empregos no Recôncavo; veja fotos

175612

O laboratório farmacêutico Natulab inaugurou, com a presença do governador Rui Costa, na manhã desta quinta-feira (9), duas novas linhas de produção, que vão gerar 800 vagas de emprego – 300 delas preenchidas imediatamente –, no município de Santo Antônio de Jesus, localizado no Recôncavo baiano. A empresa de capital aberto, que já emprega mil pessoas na Bahia, e tem abrangência nacional, passa a produzir medicamentos em aerossol e dermocosméticos, o que, segundo o presidente da companhia, Marconi Sampaio, são o futuro no tratamento de diversas doenças, principalmente as respiratórias. “O aerossol é mais barato e é uma substância que permite a excelência no tratamento de doenças. Vamos poder atender o SUS em alto nível. A gente trabalha com a redução de custo sem perder a qualidade”, ressaltou Sampaio. A Natulab conta com o apoio do Governo do Estado, por meio de incentivos fiscais, e, somente em 2015, já investiu cerca de R$ 65 milhões. Até 2017, a previsão é atingir a meta de R$ 185 milhões em investimentos no ramo farmacêutico, o que deve contribuir para o crescimento econômico na região. “É muito positivo ter uma empresa desse porte oferecendo não só vagas de emprego, mas também desenvolvimento e formação de pessoas e pesquisa. Temos que comemorar e continuar apoiando esse crescimento que será ainda maior nos próximos anos”, destacou o governador Rui Costa.

 

Produtividade – A nova planta industrial do grupo farmacêutico, de 50 metros quadrados, conta com estrutura moderna e um processo de produção vertical, que permite o aumento da produtividade. “Toda a produção começa do andar mais alto e vai descendo a cada etapa. A força da gravidade é um fator importante para o aumento da produtividade. É algo automático que garante a celeridade do processo e a preservação da higiene. Afinal, com esse sistema podemos evitar que um colaborador conduza as substâncias pelos corredores”, explicou o farmacêutico Sebastião Rocha Neto, chefe do setor de qualidade. Além das duas novas linhas de produção, a Natulab desenvolve comprimidos sólidos e medicamentos líquidos, em um sistema que começa com a higienização e vai até a rotulação dos frascos, passando por um controle de qualidade rígido. Em média, dez milhões de unidades são produzidas. Criada há 15 anos, a empresa tem mudado a vida de muita gente. Fábio de Jesus ingressou na companhia como auxiliar de serviços gerais quando tinha apenas 22 anos. Hoje, aos 34, ocupa o cargo de coordenador de produção. “Participei do Programa de Educação Continuada oferecido pela empresa e fui me desenvolvendo. Consegui formar família e tenho condições de oferecer qualidade de vida. Tudo isso me fez dar uma atenção especial para a educação do meu filho. Quero ser exemplo para ele”, enfatizou Fábio.

Cuidados ambientais – Temido pelos ambientalistas, o clorofluorcarbono (CFC) não é um problema para os medicamentos da Natulab. A tecnologia adotada pela empresa para produção de medicamentos em aerossol é segura. A poluição é mínima. A preocupação da Natulab com o meio-ambiente é visível nas instalações. No local, é desenvolvido o Plantando Histórias, programa interno de valorização de colaboradores que tem cunho ambiental. Eles são convidados a plantar Pau Brasil e Ipê, próximo à Fábrica de Chá do grupo. O governador também teve a oportunidade de plantar. Uma placa contando a vida de Rui foi entregue em homenagem após o plantio.

Ampliação – Depois da linha de aerossóis, a Natulab espera inaugurar até o final do ano uma nova planta industrial para a fabricação de probióticos, vitaminas efervescentes e cápsulas gelatinosas. O grupo aposta na sua linha de nutracêuticos e suplementos alimentares da marca Naturelife, adquirida pelo grupo em 2010. ((Voz da Bahia)

 


Comentários

Os comentários estão fechados.