Frota entrega à PF dados que indicam ligação de Eduardo Bolsonaro a suposto esquema de fake news

O deputado federal Alexandre Frota (PSDB-SP) apresentou à Polícia Federal dados coletados pela Comissão Parlamentar Mista de Inquérito (CPMI) das Fake News, que aponta suposto esquema de “linchamento virtual”, com uso de notícias falsas, envolvendo o deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP). A informação é da Folha. Os documentos foram entregues durante a oitiva do parlamentar, ocorrida no último dia 29, no inquérito que apura o financiamento e realização de atos antidemocráticos. Frota entregou aos investigadores endereços IPs de computadores que haviam sido identificados pela CPMI como responsáveis pela “orientação, determinação e divulgação” de fake news e ataques virtuais. Os dados foram obtidos a partir da quebra de sigilo telemático e indicam que as máquinas estavam em dois endereços ligados a Eduardo: um no Jardim Botânico, onde o deputado reside em Brasília, e outro na Avenida Pasteur, no Rio de Janeiro, onde o parlamentar tem um imóvel declarado à Justiça Eleitoral.

“Todos esses IPs foram relacionados com o mesmo e-mail bolsonaro.enb@gmail.com, cadastrado em nome de Eduardo Nantes Bolsonaro”, afirmou Frota à Polícia Federal. Este foi também o e-mail usado por Eduardo quando registrou sua candidatura em 2018. “É possível afirmar que Eduardo Bolsonaro estava relacionado com a orientação, determinação e divulgação em razão da identificação do uso de computadores situados em Brasília e no Rio de Janeiro”, acrescentou Frota.

(Metro1)

Comentários

Os comentários estão fechados.