Lula não se apresenta à PF; juristas dizem que decisão não significa desrespeito à Justiça

O ex-presidente Lula continua na sede do Sindicato dos Metalúrgicos do ABC, em São Bernardo do Campo (SP), mesmo após o prazo dado pelo juiz Sérgio Moro para que o petista se apresentasse voluntariamente à Polícia Federal, encerrado às 17h desta sexta-feira (6). A partir de agora, a PF e Moro decidirão quando será cumprido o mandado de prisão. Juristas ouvidos pela TV Globo explicam que a decisão de Lula não representa um desrespeito à decisão judicial, uma vez que a apresentação dele às 17h era uma oferta, que o ex-presidente poderia aceitar ou não. Após o fim do prazo determinado pelo juiz federal Sérgio Moro, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva não é considerado foragido. Sérgio Moro concedeu a oportunidade de ele se entregar à Polícia Fededal e, por isso, mesmo após as 17h, ele não é tratado como foragido da Justiça segundo informações do Valor. O presidente da Federação Nacional dos Policiais Federais, Luís Antônio Boudens com o superintendente da Polícia Federal no Paraná, delegado Maurício Valeixo, explicou que Lula não é considerado foragido porque não há componentes de fuga.


Comentários

Os comentários estão fechados.