Mesmo com salários cortados, professores da Uneb aprovam continuidade da greve

Imagem Ilustrativa

Os professores da Universidade do Estado da Bahia (Uneb) aprovaram, nesta terça-feira (04), a continuidade da greve e ainda uma nova contraproposta que será entregue ao governo estadual. Em assembleia, os docentes ressaltaram que o movimento resiste, apesar dos salários cortados. Os itens a serem negociados são os 5,9% de reajuste no salário base deste ano, compromisso com o Governo do Estado para não alterar o Estatuto do Magistério Superior sem acordar previamente com o Movimento Decente. E ainda enviar um Projeto de Lei para a Assembleia Legislativa da Bahia (ALBA) para que o artigo que permite a carga horária mínima de 8h horas em sala possa ser retomada. (Varela Notícias)


Comentários

Os comentários estão fechados.