Obras do Aeroporto de Jequié paralisam e Governo diz ser por acúmulo de água no subleito da pista

As obras de recuperação do Aeroporto Vicente Grilo, em Jequié, que haviam sido iniciadas por máquinas e homens da empresa Setel na última semana, empresa vencedora do processo licitatório realizado pelo Governo do Estado para execução dos serviços foram paralisadas no local. A Setel decidiu por deixar o aeroporto, levando máquinas em carretas, no último final de semana e nenhum representante da empreiteira foi encontrado para prestar esclarecimentos.

A paralisação das obras gerou críticas ao Governo por parte de aluns setores da imprensa local. O site Jequié e Região, por exemplo, publicou matéria com o seguinte teor:  ”A retirada das máquinas representa mais um duro golpe aos anseios do município que sonha em se firmar como importante polo regional de desenvolvimento econômico da Bahia, situação agravada com a interrupção das obras, que mal haviam começado no início deste mês. Em verdade, foram providenciadas apenas a roçagem e alguns pequenos reparos na pista. De resto, fica a ilusão e a sensação de que tudo não passou de uma miragem, com Jequié, mais uma vez, perdendo a oportunidade de ter o que precisa”, relatou o portal.

Contudo, o Governo do Estado, por meio de nota destinada à imprensa, através  da Secretaria de Infraestrutura, esclarece o motivo da paralisação, tendo informado que a identificação de acúmulo de água no subleito da pista levou a suspensão dos serviços e que estudos estão sendo realizados para identificar a origem do excesso de água e que após estabilização do aterro os trabalho serão retomados.

”As obras de recuperação do aeroporto Vicente Grilo, em Jequié, foram interrompidas na última semana após técnicos identificarem um acumulo anormal de água no subleito da pista.  Estudos estão sendo realizados para identificar a origem do excesso da água e definir ações necessárias para estabilizar o aterro. Após a conclusão do estudo será retomada a obra de restauração da pista e decolagem”, diz a nota emitida pela Seinfra.

As obras, anseio da população local, incluem, inclusive, recuperação total do pavimento asfáltico e outros serviços que tornarão o aeroporto adequado para voos regulares. O investimento total do Governo do Estado será de R$ 1.921.462,85. Fonte: Blog Marcos Frahm


Comentários

Os comentários estão fechados.