Polícia Civil de Amargosa troca tiros com assassino de policial militar e recupera arma roubada

Na manhã desta quarta-feira (30), a Polícia Civil de Amargosa trocou tiros com criminoso acusado de assassinar uma Policial Militar em Salvador e recuperou uma arma da Corporação Militar. Um foi preso e outro está foragido.

A INVESTIGAÇÃO

Após dois assaltos ocorridos nesta Cidade, este último ocorrido na manhã de hoje (30/03) (leia aqui), a equipe da Policial Civil de Amargosa, sob o comando do Delegado Adilson Bezerra de Freitas, aprofundaram as investigações e desvendaram vários outros delitos. O principal articulador dos crimes, Wilihans da Rocha Pita, 33 anos, foi um dos executores da morte da Policial Militar Dulcineide Bernadete de Souza, ocorrido no dia 16/11/2015, na Unidade de Saúde do Posto de Pituaçu, Salvador/BA. Há aproximadamente 60 dias, o mesmo veio para esta Cidade de Amargosa, fazendo uso da Carteira de identidade de seu irmão Marcos Miler Machado da Rocha Pita, fato descoberto posteriormente pela equipe de investigadores da Delegacia de Amargosa. Em Amargosa, Wilihans voltou a comercializar entorpecente, desta vez no bairro da Katiara. Como é integrante da facção criminosa Bonde Do Maluco – BDM, em pouco tempo ganhou vários desafetos, levando a tentar matar um rival no bairro da Gamboa, efetuando vários disparos de armas de fogo, mas não conseguiu o seu intento, mas conseguindo respeito e alguns aliados no submundo do crime. Na semana passada, Wilihans e seu parceiro, já identificado, roubaram um moto de cor vinho, Honda 150, na Cidade de Mutuípe. Com esta moto, foram ao município de Brejões, onde fizeram alguns roubos de celulares a transeuntes, em seguida roubaram uma loja de celulares no Km 100. Para não “levantar” suspeitas, Wilihans recrutava marginais de outras cidades para fazer assaltos em Amargosa, como foi o caso do assalto a Loja Mega Celular, ocorrido no dia de hoje. Ainda na semana passada, Policiais Civis da Amargosa, estiveram na residência de Wilihans, o qual já não se encontrava na mesma, mas conseguiu apreender cocaína e “maconha”.

A AÇÃO

A equipe Policial Civil obteve informações que a arma de fogo, uma pistola calibre .40, subtraída da Policial Militar assassinada na Capital, estaria escondida no quintal da residência de um de seus parceiros, de nome Wilton da Paixão Souza, 34 anos, morador do Povoado de Mata das Covas, o qual tinha como função resgatar Wilihans e seus parceiros, em seu veículo Seat Cordoba, de placa JNT-4559, após o cometimentos dos assaltos, encontrando com eles em algum local anteriormente combinado, normalmente na zona rural, para dificultar a ação da Polícia. De posse dessas informações, o Delegado de Polícia Adilson Bezerra de Freitas, saiu em diligência com a equipe do S.I., fez a abordagem ao Wilton, conduzindo o mesmo até a sua residência, em busca da referida arma de fogo. Ao se aproximar, os policiais foram recebidos a bala pelo Wilhans, havendo intensa troca de tiros, tendo o mesmo conseguido empreender fuga pelo matagal, provavelmente ferido e a pé. A arma de fogo pistola .40, da Policia Militar foi recuperado pelos Policiais Civis no quintal da residência de Wilton da Paixão Souza, o qual recebeu voz de prisão em flagrante delito. Segundo informações, Wilihans tinha por objetivo assassinar os líderes locais da Facção Katiara, para tomar o controle da Cidade, colocando nas mãos da facção BDM. (JC radialista )


Comentários

Os comentários estão fechados.