Popó arrecada R$ 90 mil com leilão de cinturão e doa cestas básicas durante pandemia do coronavírus

Foto: Getty Images

Acelino Popó Freitas se notabilizou pela potência de seus jabs e diretos e pelos títulos mundiais que conquistou em seus quase 20 anos de carreira profissional. Mas, em meio à pandemia do novo coronavírus, o baiano de 44 anos decidiu golpear outro adversário: a fome.

Popó lançou na semana passada um leilão na internet no qual pôs à venda um de seus cinturões, o de campeão mundial dos super-penas pela Organização Mundial de Boxe, conquistado com uma vitória sobre o cubano Joel Casamayor em janeiro de 2002. O valor, que será todo revertido em cestas básicas para comunidades carentes em Salvador, terra natal do ex-pugilista, chegou a R$ 90 mil – o leilão foi encerrado neste domingo. (Globo Esporte)


Comentários

Os comentários estão fechados.