Por 9 votos a 1, vereadores reprovam proposta que acaba com pagamento de diárias

Josafá argumenta que o pagamento de diárias a vereadores é um privilégio desnecessário e inaceitável: “Abri mão das diárias que eu tinha direito desde o início do meu mandato, considero um privilégio desnecessário, uma inaceitável farra com o dinheiro público que precisa ter um fim”, disse ele em sessões passadas.

“Os Vereadores são muito bem pagos para o correto exercício das suas funções. Precisamos ouvir a voz das ruas e tratar a coisa pública com o zelo que merece, afinal fomos eleitos para servir e não para nos servirmos com o dinheiro do suor da população”, enfatizou o autor do Projeto.

Vencido pela maioria absoluta de votos, Índio usou a rede social para comentar a decisão: “Cumpre-me informar ao povo de Mutuípe, que o nosso Projeto que acabaria com o pagamento das Diárias aos Vereadores foi reprovado por 9 (Nove) votos contra 1 (um), na Sessão Ordinária de hoje, da Câmara Municipal de Mutuípe. Aproveito a oportunidade para agradecer, de todo o meu coração, o amplo apoio que este Projeto teve da absoluta maioria da população de Mutuípe. Agradeço todas as manifestações de carinho e de estímulo que tenho recebido deste povo que me orgulha e que me faz lutar cada dia com mais determinação e coragem. Agradecer aos colegas o acolhimento da discussão, dizer que respeito a opinião de todos e acato o resultado democraticamente, porém manterei a minha posição pessoal de não aceitar este privilégio para mim, por entender que sou muito bem pago para o exercício do mandato que o povo me confiou. #Gratidão #AlutaContinua” Finalizou ele.  (MB)


Comentários

Os comentários estão fechados.