Por conta da casa: Bordel oferece sexo grátis em protesto contra impostos

xIMAGEM_NOTICIA_5.jpg.pagespeed.ic.RvXVAcmhy0

Um bordel na Áustria protestou de forma inusitada contra a elevada tributação do país. O dono do bordel Pascha, Hermann Müller, ofereceu bebidas e sexo grátis para os clientes. De acordo com o G1, o empresário, que dirige outras casas na Alemanha e na Áustria, considera injusto o pagamento de quase 4 milhões de euros (R$ 14 milhões) na última década. A promoção não prejudicaria as garotas de programa, segundo Müller, que prometeu compensar o que elas normalmente ganhariam com os clientes. A prostituição é legal e regulamentada na Áustria. (BN)


Comentários

Os comentários estão fechados.