Repórter de site diz que foi abordado com truculência por PM

ivan-luiz-300x250

O jornalista Ivan Luiz Santana  do site Repórter Hoje, passou por uma situação, no mínimo constrangedora nesta quarta-feira (04), ao sair de seu estúdio, no bairro do Rio Sena, no Subúrbio de Salvador. Ele relata que foi abordado com truculência por policias militares da 18ª Companhia Independente de Polícia Militar da Bahia (CIPM) “Eles (policiais) frearam bruscamente a viatura e saíram com a arma apontada para minha direção, correndo e gritando: “Abre as pernas! Mãos para o alto!. Ainda segundo Ivan, não foi possível que ele se identificasse: “Fiquei desesperado quando eles pegaram minha mochila e reclamaram do peso, dando a entender que seria uma arma, mas era apenas o microfone. A todo momento eu me via um bandido de alta periculosidade e que ia ser morto a qualquer momento”. A situação em frente a um ponto de ônibus lotado, nesta tarde. “Ninguém entendeu o que estava acontecendo. Quando não acharam nada, simplesmente foram embora. Moro há 30 anos no Rio Sena e há 12 sou repórter, nunca passei por uma situação parecida, nunca tive tanto medo da polícia”, relatou Ivan. (Sistema é Bruto)


Comentários

Os comentários estão fechados.