SAJ: Menor que gerenciava ‘boca de fumo’ foi um dos presos em operação no bairro Alto Santo Antônio, diz polícia

-

Foto: Tribuna do Recôncavo

Na última quarta-feira (22) uma operação conjunta da policias civil e militar no bairro Alto Santo Antônio em Santo Antônio de Jesus resultou na morte de três suspeitos e na prisão de mais três. Entre os homens que foram mortos em confronto estava Wilson Santos, conhecido como piaba, que segundo a polícia, comandava a facção BDM (Bonde do Maluco) no bairro e localidades circunvizinhas. Segundo o Coordenador da polícia civil, Dr. Edilson Magalhães, as investigações que tiverem sua culminância na quarta-feira começaram há cerca de três meses, “essa investigações já tinha aproximadamente quatro meses, onde um indivíduo chamado Wilson dos Santos, vulgo piaba era o líder do BDM na região do bairro Alto Santo Antônio e alguns outros bairros. Ele tinha várias passagens por tráfico de drogas e homicídios com um perfil altamente violento. Os moradores daquele bairro andavam oprimidos” disse em entrevista a imprensa local.

O oficial ainda informou que tanto a irmã de piaba, quanto um menor que era seu cunhado também foram presos durante a operação pelos crimes de tráfico de drogas, Dr. Edilson ainda disse que o jovem de apenas 17 anos gerenciava para Piaba um ponto de venda de drogas no bairro, “prendemos pela manhã a irmã dele e o cunhado. A irmã dele é Jessica dos Santos Guedes de 22 anos e o menor de 17 anos. Esse menor é de Mar Grande e veio para cá corrido quando teve o assassinato do policial civil porque ele era envolvido com a quadrilha de lá e foi aproveitado aqui por piaba para ser o jovem gerente dele da boca de fumo aqui no Alto Santo Antônio e terminou se amasiando com a irmã dele e sendo o gerente da boca. Nós conseguimos fazer o flagrante dos dois e piaba também estava no local, mas conseguiu escapar com aproximadamente dez homens por uma fuga que tem no matagal e se esconderam também dentro da casa de moradores de bem oprimindo, obrigando as famílias a abrigar eles”, detalhou o Coordenador. (Voz da Bahia)


Comentários

Os comentários estão fechados.