Santo Estevão: Delegado investiga caso de mãe e avó de recém-nascido que teria sido enterrado no quintal de casa

Santo Estevão: Delegado investiga caso de mãe e avó de recém-nascido que teria sido enterrado no quintal de casa

A Polícia Civil da cidade de Santo Estevão investiga o caso de uma mulher de 30 anos, que teria enterrado um recém-nascido no quintal de sua residência na última segunda feira (22). Segundo o delegado da região, Dr. Felipe Ghiraldelli, durante o interrogatório, a genitora afirmou que teria sentido vontade de ir ao banheiro, quando ocorreu o nascimento espontâneo do   bebê, que já estava sem vida quando caiu no vaso sanitário. A mãe da genitora também foi interrogada pela Policia Civil, onde declarou que depois de constatar o falecimento do recém-nascido, decidiu enterra-lo no quintal de sua casa.

 O delegado titular instaurou um inquérito para apurar a ocorrência e juntamente ao Departamento de Polícia Técnica e o Serviço de Inteligência da cidade, realizaram a exumação do corpo e o encaminharam para DPT para a necropsia. Em entrevista, o Dr. Felipe Ghiraldelli pontuou sobre sua linha investigativa e afirmou que a investigada já tem 3 filhos, “eu fiquei sabendo deste caso através de uma funcionária de saúde de Santo Estevão. Encaminhei investigadores para buscar informações sobre o caso e eles me trouxeram a genitora, que confirmou que enterrou o recém-nascido com a ajuda da mãe. Já foi realizado o interrogatório e na mesma data o Departamento de Polícia Técnica realizou a exumação do feto que foi encaminhado para a perícia. A necropsia será realizada no DPT de Feira de Santana se ele nasceu com vida ou morto, para verificar os códigos de conduta penal da mulher. A mulher realmente declarou que foi ao banheiro, mas que não sentiu dores, simplesmente expeliu o feto. Quando ela viu, correu para a cozinha, pegou um saco plástico e pegou o feto com as mãos. Ela disse que estava sem vida, mas eu prefiro agradar a análise da necropsia. A interrogada tem outros 3 filhos”, concluiu. (VB)

 


Comentários

Os comentários estão fechados.