Sem aumentar vagas, MEC quer dividir institutos federais já existentes para ‘criar’ novas unidades

O Ministério da Educação (MEC) tem o objetivo de “criar” 10 novos institutos federais a partir da divisão dos que já existem, sem, no entanto, aumentar o número de vagas ou de cursos oferecidos. Segundo informações do G1, a proposta foi apresentada pelo ministro Milton Ribeiro, em 30 de agosto, aos reitores das unidades que podem sofrer essa “cisão”. Eles têm até 20 de setembro para se posicionar a respeito.

A pasta alega que o objetivo é melhorar a gestão das unidades cujos polos ficam distantes do prédio da reitoria. O Conselho Nacional das Instituições da Rede Federal de Educação Profissional, Científica e Tecnológica (Conif) admite que há casos pontuais de dificuldades administrativas, mas avalia que a “criação” de novos institutos exigiria a contratação de servidores e terceirizados, além de trazer gastos extras para um setor que vem sofrendo reduções orçamentárias desde 2016. A mudança traria um custo de R$ 8 milhões por ano para cada unidade.

Fonte: Metro1

Comentários

Os comentários estão fechados.