Servidor da Prefeitura de Jequié comete suicídio por enforcamento e deixa bilhete para esposa e filha

Jaldo Nery da Silva, 65 anos, foi encontrado morto na manhã desta terça-feira (13/08), em uma propriedade rural de um amigo na localidade de Campo Largo, no distrito de Florestal, área rural de Jequié, para onde foi levado por um mototáxi contratado por ele na noite anterior. Ao chegar ao destino, ele adentrou no sítio do amigo e permaneceu sozinho por lá, onde segundo informações teria cometido suicídio com a utilização de uma corda amarrada ao pescoço. O corpo foi encontrado pendurado num pé de tamarindo. No bolso da calça, a Polícia Técnica encontrou um papel com o número do telefone do seu irmão, para que o caso fosse comunicado.

Em sua residência, no bairro Joaquim Romão, em Jequié,  Jaldo deixou em meio a documentos pessoais um bilhete endereçado a esposa e filha relatando os motivos que o levaram a cometer o ato.  Jaldo Nery era bastante conhecido na cidade, tendo atuado no Banco Bradesco e, em março deste ano, aposentou-se como servidor da Prefeitura, onde trabalhou no setor de Tributos e Arrecadação, da Secretaria Municipal da Fazenda.

O corpo foi encaminhado ao IML e já liberado para os familiares, que realizarão sepultamento nesta terça no Cemitério São Lázaro, no bairro Jequiezinho.  Em nota, a Prefeitura de Jequié lamentou a morte do servidor, decretando luto oficial. O Sindicato dos Servidores Públicos Municipais também emitiu nota de pesar pelo falecimento de Jaldo. (Blog Marcos Frahm)


Comentários

Os comentários estão fechados.